Alexandre Rossi faz palestra no shopping Market Place

ale_market_placeNesta quinta, 30 de abril, às 19h, o especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, fará uma palestra sobre comportamento animal na livraria Cultura do Shopping Market Place, em São Paulo.

A fiel companheira, Estopinha, e o Barthô também estarão presentes!

Ao final do encontro, os participantes vão poder participar de uma sessão fotográfica com o trio. As imagens serão posteriormente disponibilizadas aqui, para o download.

O evento é gratuito. Participe!

Confira mais informações em Eventos.

Chébi e a importância do método de adestramento

Foto: Carol Gherardi
Foto: Carol Gherardi

O Desafio Pet exibido no Programa Eliana (SBT) no último domingo, dia 26 de abril, trouxe o caso do Chébi, um Jack Russel Terrier que ficava bastante agressivo quando algum comando era solicitado a ele – principalmente o “dar a pata” – e na presença de estranhos. Ele chegou a morder algumas pessoas, inclusive.

A dona, bastante preocupada com esse comportamento e prestes a se mudar para a Hungria, pediu a ajuda do Alexandre Rossi e da equipe Cão Cidadão para resolver esse problema. Não conseguiu assistir ao Desafio Pet? Veja aqui.

Adestramento Inteligente

Investir na educação do pet é melhorar o relacionamento dele com toda a família. Porém, o caso do Chébi nos chama a atenção para a importância da escolha correta do método de adestramento. Ensinar o animal com violência, só vai torná-lo agressivo.

Nós, da Cão Cidadão, utilizamos o método Adestramento Inteligente, que é baseado em reforços positivos. Valorizamos as atitudes corretas dos animais e não admitimos o uso de violência. Foi essa a estratégia que a nossa equipe usou no treinamento do Chébi. Vocês conferiram os bastidores?

Temporada na casa do Alexandre

Além do período de treinamento para o programa, Chébi permaneceu na casa do Alexandre por uma semana. Como os donos dele iriam para os Estados Unidos, o especialista achou que seria uma oportunidade para se aproximar ainda mais do animal e ajudá-lo.

Com carinho, persistência e a técnica correta, é possível ensinar para o animal o que ele pode ou não fazer e, com isso, tornar o relacionamento dele com a família ainda mais saudável e feliz. Violência só vai gerar violência, o que não é bom para o bem-estar do animal ou dos tutores. Para saber mais sobre adestramento inteligente, acesse aqui!

Bastidores do caso Chébi – Desafio Pet

desafio-pet-bastidoresGostou do caso do Desafio Pet de hoje?

Chébi é um Jack Russel Terrier de quatro anos, que começou a ser adestrado na França, com métodos tradicionais, que não eram baseados em reforço positivo.

Com o tempo, ele começou a demonstrar agressividade com estranhos. A sua dona, que é descendente de húngaros, contou que o comportamento do cão foi se agravando ao ponto de ele morder pessoas que simplesmente passavam pela frente dele.

“Ele mordeu a minha amiga Cristina, que recebeu 10 pontos no pé. Também teve um senhor na praia do Rio de Janeiro. Ele mordeu as duas pernas dele. Eu fiquei em uma situação muito desagradável – comprei remédio e diversos curativos para ele. Veio bombeiro e polícia”, lembra.

Quando alguém pedia algum comando ao Chébi, então, era o suficiente para ele rosnar. Será que ele dava a pata? Essas palavrinhas já eram suficientes para ele atacar.

Como o programa apresentou, com muito carinho, paciência e reforço positivo, foi possível mostrar ao Chébi que o comportamento que vinha tendo era inadequado. Alexandre e a equipe Cão Cidadão ajudaram a família a ter um controle maior sobre o animal, ele também está aceitando melhor os comandos – inclusive o “dar a pata”.

É importante lembrar que quando se está diante de um cão agressivo, a recomendação é sempre ter cuidado e agir com precaução. Quer compreender melhor a agressividade? Na nossa seção de Dicas, você encontra alguns textos a respeito!

Bastidores

Está curioso para saber sobre os bastidores do caso Chébi? Preparamos um vídeo com alguns trechos do treinamento. Confira!

Chébi: novo caso do Desafio Pet

desafio-pet-save-the-date Neste domingo, 26 de abril, o especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, e a equipe de adestradores da Cão Cidadão vão apresentar o caso de Chébi, um Jack Russel Terrier bastante agressivo, no quadro do Desafio Pet, no Programa da Eliana (SBT).

Chébi, hoje com quatro anos, foi adestrado na França com métodos tradicionais, que não utilizavam o reforço positivo. Com o tempo, o cão começou a manifestar comportamentos agressivos ao receber comandos. Ele também não interage muito bem com estranhos: além de rosnar, Chébi tem partido para o ataque muitas vezes.

A família buscou ajuda porque pretende se mudar para a Hungria e não conseguirá levá-lo se ele mantiver esse comportamento.

Ficou curioso?

Não perca o desfecho dessa história neste domingo, 26 de abril, a partir das 15h, no Programa Eliana (SBT). O Alexandre estará ao vivo no palco da atração!

Para aguçar a sua curiosidade, confira o vídeo que preparamos sobre o caso:

Daqui a pouco: caso Piauí no Desafio Pet!

desafio-petPreparados para o Desafio Pet de hoje?

O caso apresentado neste domingo será o do Piauí, um cão SRD que foi encontrado ainda filhotinho em um ponto de ônibus e adotado pela Sônia, atual tutora dele.

Ele já mordeu a neta, a filha e a própria Sônia. Segundo a dona, desde os sete meses ele tem apresentado um comportamento agressivo.

A família, bastante assustada, resolveu pedir a ajuda de Alexandre Rossi e de sua equipe. O cão já não convivia mais com a família e ficava isolado no quintal da casa em que mora.

Ficou curioso com a história?

Saiba que o Alexandre Rossi contou que foi um dos casos mais desafiadores que teve. Mesmo com a roupa de proteção, o especialista ficou bastante assustado com as reações de Piauí.

Não se esqueça: o Programa da Eliana começa às 15h, no SBT. Após a exibição do quadro, revelaremos um pouco do que rolou nos bastidores do treinamento. Não perca!

Confira no vídeo abaixo um pouco do que será apresentado logo mais!

Adestramento inteligente: conheça nosso método!

adestramento1

A Cão Cidadão é uma empresa especializada em adestramento em domicílio e consultas de comportamento. Criada em 1998, com o objetivo de melhorar a integração do cão na sociedade e na família por meio da educação, a empresa utiliza em seus treinamentos o método Adestramento Inteligente, que é baseado em reforços positivos.

Valorizamos as atitudes corretas e não as erradas!

Nenhum tipo de violência é admitido e, acima de tudo, o respeito aos limites do animal e do dono devem ser respeitados.

Nossa equipe

A Cão Cidadão funciona no sistema de franquia e, atualmente, conta com mais de 60 franqueados na Grande São Paulo, Curitiba, São José do Rio Preto e Campinas.

Todos os profissionais passam por um rigoroso processo seletivo e recebem um treinamento profissionalizante. O aprendizado é constante, por meio de grupo de discussões e encontros semanais.

Você gosta de animais e tem interesse em trabalhar com comportamento? Uma boa dica pode ser se tornar um de nossos franqueados!

Já conhece o nosso sistema de franquia móvel? Saiba tudo aqui.

Caixa de areia: como ensinar o gato a usá-la?

Você sabia que o tipo de caixa de areia que você oferece ao gato, onde a coloca e como ela é limpa são detalhes que podem fazer muita diferença para o bem-estar do bichano?

A regra é oferecer, no mínimo, uma caixa a mais do que o número de gatos. Por exemplo, se você têm dois gatos, o ambiente deverá ter três caixas, e assim por diante.

O local onde você as coloca também é importante. Evite colocar a caixa de areia perto de lugares onde o gato bebe água ou come. A proximidade pode levar o felino a evitar tanto as caixas, quanto a água, o que não é bom!

A atenção com a limpeza é fundamental. Alguns gatos chegam a segurar as necessidades até que alguém limpe a caixa. Como essa retenção não é saudável, procure fazer a limpeza diariamente.

Diversão com o pet: ensine comandos!

dicas-de-comandoQue tal aproveitar o fim de semana para ensinar alguns comandos ao pet? Você verá que não é tão difícil quanto parece. É preciso apenas paciência e persistência! É importante dizer que, com o adestramento, é possível estabelecer um canal de comunicação eficaz com o pet. Ele começa a entender o que queremos e esperamos dele.

Para iniciar os treinos, o ideal é induzir o movimento esperado e recompensar exatamente no instante em que ele ocorrer.

Você pode utilizar um petisco, um brinquedo que o pet gosta muito ou mesmo um clicker – um aparelhinho que emite um som metálico ao ser pressionado, que é usado para marcar o exato momento em que o comportamento esperado foi realizado.

Tudo pronto? Então, vamos começar!

SENTA

Basta manter um petisco pequeno entre os dedos e bem perto do focinho do animal, e ir direcionando a cabeça do cão para trás. A tendência é que ele naturalmente se sente e, nesse momento, deve ser recompensado!

VEM

O segredo desse comando é associar o chamado sempre a algo muito positivo, ou seja, quando o cão ouvir o dono chamando, qualquer que seja o local, certamente virá imediatamente ao saber que ganhará algo que goste bastante!

BUSCA e SOLTA

Fazer o cão perseguir a bola é fácil, pois eles costumam ter enorme prazer nessa atitude. Mas, nem sempre é tão fácil fazê-lo trazer de volta e soltar. O grande segredo é ter duas bolas ou brinquedos iguais, de que ele goste muito.

Quando se joga um, começa-se a brincar com o outro. A tendência natural, ao ver outro objeto sendo mais valorizado pelo dono, é que o cão solte aquele que estiver em sua boca. Nesse momento, deve-se recompensar, e jogar o outro imediatamente.

O treino se torna, rapidamente, uma brincadeira muito divertida!