Cão Cidadão e ONG Criança Segura fecham parceria

Photo credit: RobBixbyPhotography / Foter / CC BY
Photo credit: RobBixbyPhotography / Foter / CC BY

Estudos comprovam que a convivência entre crianças e animais melhora o desenvolvimento dos pequenos e traz muitos benefícios à saúde. Por isso, buscando promover um relacionamento mais prazeroso e seguro entre eles, a Cão Cidadão e a ONG Criança Segura fecharam uma parceria.

O objetivo é disseminar conhecimento e reforçar a importância desse convívio, oferecendo orientações para tornar essa experiência mais harmoniosa, saudável e segura.

Essa iniciativa também oficializa a entrada do especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, como conselheiro da ONG.

Por que é importante?

Dados do Ministério da Saúde de 2013 mostram que o Brasil teve, nesse período, aproximadamente 250 crianças hospitalizadas e duas mortes por mordida de cães.

Além de impedir que o desenvolvimento da criança seja saudável, principalmente se ela sofrer o acidente quando muito nova (a maioria dos casos de hospitalização é de crianças de 1 a 4 anos de idade), pode afetar também o desenvolvimento escolar, desencadeando outros problemas.

Por isso, é importante saber que os acidentes envolvendo crianças e cães podem ser evitados com alguns cuidados. “Esse será um trabalho bastante importante, justamente para desmitificar algumas crenças relacionadas à agressividade. Cachorros de qualquer raça ou porte podem apresentar comportamentos agressivos, por exemplo, para proteger um brinquedo ou alimento, ou então, o território. Essa conduta não está relacionada apenas a algumas raças ou tipos de criação”, informa Alexandre.

O especialista explica que o pet pode ser acostumado à presença das crianças, mas que também é importante explicar para os pequenos o que eles podem ou não fazer na presença dos animais. “Com limites e um contato supervisionado, eles podem se tornar grandes amigos”, esclarece.

Para mais informações sobre o trabalho desenvolvido pela ONG Criança Segura, clique aqui.

Cão Terapeuta: levando alegria para quem mais precisa

Foto: Luciana Cury
Foto: Luciana Cury

Você já conhece o trabalho da ONG Cão Terapeuta?

Criada no mesmo ano em que a Cão Cidadão foi fundada, em 1998, o projeto surgiu como uma forma de contribuir para a melhora de pessoas debilitadas ou com necessidades especiais.

A iniciativa já levou bem-estar e qualidade de vida para muita gente ! Hoje, os voluntários da ONG fazem visitas semanais, quinzenais, mensais e esporádicas a várias instituições que cuidam de crianças, adolescentes, adultos e idosos.

Mas, para continuar com esse trabalho, o Cão Terapeuta promove campanhas para arrecadar fundos. Eles vendem calendários, imãs, agendas e muitos mais. Esse dinheiro é muito importante para a manutenção das atividades.

Clique aqui e saiba como ajudar!

 

Cão Cidadão e Projeto Matilha: aproximando crianças e jovens do universo canino

A Cão Cidadão tem, como missão, contribuir para tornar o relacionamento entre humanos e animais mais saudável e feliz a cada dia. Para isso, apoia projetos sociais que incentivem e cultivem o bem-estar dessa relação, como é o caso do Projeto Matilha, que atende a crianças e jovens que vivem em situação de risco.

A iniciativa, promovida por meio de uma parceria entre a Secretaria de Promoção Social de Barueri (SP) e o Centro de Referência de Assistência Social do município, oferece ao público assistido uma rotina de atividades. Com a Cão Cidadão, as crianças e jovens recebem orientações sobre o universo canino uma vez por semana, e também aprendem sobre os cuidados básicos com animais e recebem noções de adestramento com cães.

Essa parceria se iniciou o ano passado, com a colaboração do adestrador da equipe Cão Cidadão, Andrei Kimura, que atendeu a 16 alunos. Neste ano, o apoio foi retomado em março, com um grupo de 18 crianças, que são agora acompanhadas pelos adestrador Rafael Araújo.

Segundo Domingos Franchini Filho, coordenador do projeto, a Cão Cidadão foi a primeira parceria em que pensaram por conta do contato com os animais. “A mudança começa dessa forma, aos poucos. Para o futuro, pensamos em incentivar esses jovens a aprender a adestrar cães”, indica.

Confira algumas fotos do projeto: