Dicas de verão para o pet

dicas-de-veraoAssim como nós, os pets também podem sofrer com o calor excessivo. Embora a temperatura tenha se amenizado, é sempre bom ficar atento para garantir o bem-estar do amigo em dias de calor excessivo.

Dicas refrescantes

Em dias quentes, que tal oferecer algo para refrescar o bichinho? Coloque na água do pet algumas pedrinhas de gelo. Dê também a ele alguns brinquedinhos congelados para minimizar o calor. Deixe água fresca à disposição do cãozinho o dia todo e em vários lugares diferentes da casa. Isso pode ajudá-lo!

Hora do passeio 

Na hora de passear, prefira os horários mais frescos do dia: pela manhã (o mais cedo possível) e no finalzinho da tarde, tomando cuidado para que o animal não ande no asfalto quente, o que pode queimar as patinhas dele.

Lembre-se: jamais deixe o seu pet trancado dentro do carro, mesmo com a janela aberta!

Dica de comandos para exercitar com o pet nas férias

exercicios-ferias

Que tal aproveitar o tempo live para ensinar alguns comandos ao pet? Você verá como a atividade pode ser simples e divertida. Tenha em mãos petiscos para serem usados como recompensa. Confira abaixo, algumas dicas de comandos.

Senta  

Para ensinar o SENTA, mantenha um petisco pequeno entre os dedos e bem perto do focinho, direcionando a cabeça do cão para trás.  A tendência é que ele naturalmente se sente e, nesse momento, deve ser recompensado. Após algumas repetições, quando o movimento se tornar praticamente automático, se introduz o comando verbal.

Vem

Outro comando interessante é o VEM, muito útil quando se está com o cão no parque, por exemplo. O segredo é associar o chamado sempre a algo muito positivo, ou seja, quando o cão ouvir o dono chamando, qualquer que seja o local, certamente virá imediatamente, ao saber que ganhará algo que goste bastante!

Mas, é importante lembrar: não utilize o comando VEM para situações desagradáveis para o cão, como, por exemplo, tomar remédio ou ir embora do parque, pois, assim, ele passará a associar que o chamado do dono não significa algo tão legal assim.  É importante que o dono tenha paciência e respeite os limites do animal!

Vai passear com o pet? Faça o checklist do passeio e saiba o que deve ser levado!

checklist-do-passeioMuitos proprietários só percebem a importância da qualidade da guia e da coleira no momento em que algo nelas arrebenta. O pior é que o problema costuma acontecer quando o cão dá um tranco forte, em geral em situação de risco.

Ao estar louco de vontade para atravessar uma avenida e a coleira arrebenta, por exemplo, o animal fica sujeito a ser atropelado. Por isso, antes de levar o pet para um passeio, é preciso verificar se tudo está certo e separar antes o que levar.

Alguns objetos não podem ficar de fora do passeio, para não prejudicar o animal e as pessoas ao redor. Que tal antes mesmo de sair conferir se tudo está correto?

Checklist do passeio:

  • Coleira
  • Guia
  • Saquinho
  • Água

Guias ideais para o adestramento

tipos-de-guias

As guias ideais para o cãozinho são aquelas que aguentam um bom tranco e, de tão leves e silenciosas, fazem com que o pet nem “perceba” que está preso a ela. Mas, é importante que o animal respeite você e não a guia. Não se esqueça disso!

Aconselháveis

Guia de cordão resistente: ideal para o adestramento. Não é óbvia para o cão, o que contribuirá para que ele te obedeça com ou sem a guia. Cordões finos e leves podem ser bastante resistentes. Teste-os antes de utilizar.

Guias reguláveis: são boas para o adestramento, já que permitem ajustar o comprimento.

Não aconselháveis

Guia de corrente: não é aconselhável para o adestramento, pois, além de pesada, é barulhenta, tornando-se muito óbvia para o cão. São boas para conter o animal sem supervisão, já que a corrente não pode ser roída. Cuidado para o cão não se enroscar!

Guia de tecido pesado e largo: também não é aconselhável para o adestramento, pois é pesada e, portanto, óbvia para o cão.

Fonte: Adestramento Inteligente, de Alexandre Rossi.