Para continuar habilite o JavaScript






Interzoo: visitamos a maior feira pet do mundo

Postado por Cão Cidadão em 22/Jun/2016 - Sem Comentários

noticias_interna_interzoo O especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, esteve em Nuremberg, na Alemanha, para conhecer de perto a maior feira pet do mundo, a Interzoo. Realizado em maio, o evento reuniu inúmeras novidades e produtos que são fundamentais para a boa convivência entre os bichos e os humanos.

“Seguindo uma linha in natura, vi por lá muitos brinquedos feitos com chifres, madeira e ossos. Atenção! Esse tipo de passatempo costuma quebrar e, não raro, causar acidentes. É preciso ter cuidado. Encontrei também entretenimentos extremamente tecnológicos e de materiais sintéticos realmente resistentes”, explica Alexandre.

Os acessórios também não deixam a desejar. Camas, potes, coleiras de diversas cores, modelos e tamanhos é o que mais o especialista viu pela feira. Como esses objetos acabam enfeitando a casa, a tendência é que os animais estejam cada vez mais perto de todos. “Considero isso positivo, pois o bichinho gosta de estar junto com a família. Mas é sempre bom lembrar que, antes de ser bonito, precisa ser seguro e confortável para o animal”, aponta.

No quesito alimentação, Alexandre apontou uma novidade: “algumas empresas divulgam que não utilizam produtos transgênicos e nem grãos. Contudo, a preocupação com a praticidade continua presente, apesar de não ser mais o foco dos fabricantes. A solução apresentada para reunir a rapidez e a utilização de não-processados é a disponibilização de alimentos congelados ou desidratados, acondicionados em embalagens plásticas.”

Há freezers com pedaços de animais congelados e rações livres de GMO (Organismos Geneticamente Modificados, em português), de conservantes e antifúngicos. Também há uma fuga em relação aos subprodutos utilizados na alimentação humana. Inclusive as empresas têm utilizado imagens de lobos na natureza para divulgar seus produtos. congeladores que guardam alimentos, como pedaços de carne, por exemplo. Os fabricantes alegam que, além de oferecer algo natural para o animal, o produto ainda resgata seus instintos. Mas o profissional alerta. “Muito cuidado com esse conceito de vida. Mesmo congelados, os alimentos crus oferecem risco à saúde do animal. Além disso, sem o acompanhamento de um nutricionista, você pode deixar de oferecer vitaminas importantes para o pet.”

Clique aqui e veja as fotos da Interzoo 2016!

Minimum 6 characters

Receba dicas e novidades

No seu e-mail!




Navegue pelo site