Como adestrar um animal com deficiência?

caes-com-deficiencia

Algumas pessoas podem ter receio de ter um cãozinho com deficiência, por pensar que o relacionamento com o animal será difícil. Porém, é importante lembrar que é possível, sim, manter com ele momentos de grande alegria e companheirismo.

O pet especial pode receber aulas de adestramento, que vão ajudá-lo a lidar melhor com os desafios do dia a dia e, também, se tornarão estímulos físicos e mentais muito importantes para ele.

Deficiência auditiva

Se seu cão for surdo, você pode usar a visão dele para estimular as brincadeiras e os treinos. Por exemplo, crie gestos com os quais ele entenderá como “sim” ou “não”. Você pode usar o dedo polegar para cima como sinal de positivo e o polegar para baixo para fazer alusão ao negativo.

Visão

Da mesma forma com animais com problemas na visão. Nesses casos, o dono pode estimular outros sentidos do amigo, como a audição e o tato.

Por exemplo, se você tem uma piscina em casa e tem medo que ele caia nela, você pode colocar algum tipo de piso, com uma textura diferente, ao redor dela. O treino pode ser desenvolvido da seguinte forma: com uma guia longa no animal, brinque com ele em qualquer lugar que não seja nesse piso. No momento em que ele pisar nesse local, você pode corrigi-lo falando “não” e segurando a guia. Com o tempo e muito treinamento, toda vez que ele pisar lá, entenderá que não pode ir além.

Membros

Sabia que a adaptação de cães com problemas físicos é muito satisfatória? Sim, geralmente  os animais vivem como se não tivessem problema algum.

Você pode contar com a ajuda de um especialista em comportamento animal nesse processo. Para mais informações, acesse aqui.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn