Dicas para aproveitar o carnaval

dicas-aproveitar-carnavalVai curtir o Carnaval junto com o bichinho de estimação ou está pensando em deixá-lo em um hotelzinho? Separamos algumas dicas para deixar o feriadão agradável tanto para você, quanto para o amigão.

Vai viajar e levar o pet?

Mantenha o cachorro seguro por um cinto de segurança, próprio para cães, ou confortavelmente instalado na caixa de transporte. Durante a viagem, faça paradas a cada duas horas, para que o animal fique confortável. Assim, ele poderá se aliviar, esticar as pernas e beber água.
Dica: Se estiver muito quente, em cada parada, vale molhar uma toalha em água fria, para ir refrescando o cão dentro do carro.

Vai deixá-lo em um hotel? 

Se você for deixar o pet em um hotelzinho, é preciso ficar atento a alguns detalhes, como limpeza do local, tratamento dado aos animais, se o ambiente tem água disponível, se o seu pet ficará preso ou solto, entre outros pontos. Se no hotel o cão for se alimentar com uma ração diferente da que ele come em casa, o ideal é que esse processo de troca ocorra com, pelo menos, quatro dias de antecedência, para habituá-lo aos poucos.
Dica: Deixe no hotel um pano com o seu cheiro e os brinquedinhos preferidos do cão. Isso vai ajudá-lo bastante!

Passear é sempre bom!

Se você vai aproveitar o feriado para passear com o amigo, prefira sair com ele nos horários mais frescos. Em dias muito quentes, não se esqueça de mantê-lo bem hidratado! Se o cãozinho for das raças braquicéfalas (de focinho achato), é preciso um cuidado redobrado com o calor.
Dica: Em dias quentes, ofereça uma pedra de gelo ao cão ou a coloque na água.

Dicas de verão para o pet

dicas-de-veraoAssim como nós, os pets também podem sofrer com o calor excessivo. Embora a temperatura tenha se amenizado, é sempre bom ficar atento para garantir o bem-estar do amigo em dias de calor excessivo.

Dicas refrescantes

Em dias quentes, que tal oferecer algo para refrescar o bichinho? Coloque na água do pet algumas pedrinhas de gelo. Dê também a ele alguns brinquedinhos congelados para minimizar o calor. Deixe água fresca à disposição do cãozinho o dia todo e em vários lugares diferentes da casa. Isso pode ajudá-lo!

Hora do passeio 

Na hora de passear, prefira os horários mais frescos do dia: pela manhã (o mais cedo possível) e no finalzinho da tarde, tomando cuidado para que o animal não ande no asfalto quente, o que pode queimar as patinhas dele.

Lembre-se: jamais deixe o seu pet trancado dentro do carro, mesmo com a janela aberta!

Saiba como preparar seu bichinho para viajar com ele ou sem ele

viagem-carroOs animais de estimação são seres que dependem de amor, carinho e atenção, mas se ausentar para viagens de trabalho ou a lazer é comum e nem sempre é possível levá-los. Os cães e gatos podem sofrer muito nesses períodos, principalmente se não estão acostumados a ficar sem o dono.

Antes de viajar, é necessário pensar no que fazer com o seu pet. Conforme sugere o especialista em comportamento animal Alexandre Rossi, existe a opção de deixá-lo em hotéis, em casa ou levá-lo junto.

Se você optar por um hotel para animais, a dica é levá-lo alguns dias antes para passar o dia lá, para que ele vá se adaptando ao ambiente, sem que seja um afastamento brusco.

Confira aqui algumas dicas sobre viagem.

Vai passear com o pet? Faça o checklist do passeio e saiba o que deve ser levado!

checklist-do-passeioMuitos proprietários só percebem a importância da qualidade da guia e da coleira no momento em que algo nelas arrebenta. O pior é que o problema costuma acontecer quando o cão dá um tranco forte, em geral em situação de risco.

Ao estar louco de vontade para atravessar uma avenida e a coleira arrebenta, por exemplo, o animal fica sujeito a ser atropelado. Por isso, antes de levar o pet para um passeio, é preciso verificar se tudo está certo e separar antes o que levar.

Alguns objetos não podem ficar de fora do passeio, para não prejudicar o animal e as pessoas ao redor. Que tal antes mesmo de sair conferir se tudo está correto?

Checklist do passeio:

  • Coleira
  • Guia
  • Saquinho
  • Água

Guias ideais para o adestramento

tipos-de-guias

As guias ideais para o cãozinho são aquelas que aguentam um bom tranco e, de tão leves e silenciosas, fazem com que o pet nem “perceba” que está preso a ela. Mas, é importante que o animal respeite você e não a guia. Não se esqueça disso!

Aconselháveis

Guia de cordão resistente: ideal para o adestramento. Não é óbvia para o cão, o que contribuirá para que ele te obedeça com ou sem a guia. Cordões finos e leves podem ser bastante resistentes. Teste-os antes de utilizar.

Guias reguláveis: são boas para o adestramento, já que permitem ajustar o comprimento.

Não aconselháveis

Guia de corrente: não é aconselhável para o adestramento, pois, além de pesada, é barulhenta, tornando-se muito óbvia para o cão. São boas para conter o animal sem supervisão, já que a corrente não pode ser roída. Cuidado para o cão não se enroscar!

Guia de tecido pesado e largo: também não é aconselhável para o adestramento, pois é pesada e, portanto, óbvia para o cão.

Fonte: Adestramento Inteligente, de Alexandre Rossi.