Viagem com o pet: tudo o que você precisa saber

https://pixabay.com/pt/retriever-dourado-c%C3%A3o-%C3%A0-procura-1092081/
https://pixabay.com/pt/retriever-dourado-c%C3%A3o-%C3%A0-procura-1092081/

Por Malu Araújo, adestradora e consultora comportamental da equipe Cão Cidadão.

Vai viajar nas férias e o seu pet vai acompanhar? Prepare-se antes e tenha um passeio tranquilo. Assim como é necessário fazer uma revisão no carro, faça também uma consulta com o veterinário: verifique o estado de saúde do seu bichinho e peça um atestado de saúde. Esse documento tem validade de três dias, e a vacina antirrábica deve ser aplicada com, no mínimo, 30 dias de antecedência da data da viagem.

O passeio será de carro? Não espere o dia da viagem para acostumar o seu amigo com o automóvel. Faça antes treinos curtos de passeios, para que ele esteja adaptado. Seja qual for seu animalzinho, cachorro, gato, não importa, nunca o deixe solto no carro, leve-o na caixinha de transporte, evitando, assim, um acidente caso ele pule em você ou tente sair pela janela. Garanta a sua segurança e a dele também! A caixa deve deixar seu animal confortável e ser arejada, para que ele fique tranquilo durante o trajeto. Ele deve estar acostumado a usá-la antes de viajar também. Cães também podem usar o cinto de segurança.

Durante o caminho, faça pausas, deixe seu pet esticar as pernas, fazer um xixi, mas sempre usando guia para não ter nenhum acidente, como ele fugir ou correr. É muito importante também usar uma coleira com identificação, que contenha o seu número de telefone. Não se esqueça de oferecer um pouco de água.

Sua viagem será de avião? Cheque antes com a companhia aérea as regras de transporte de animais, se o pet poderá ir com você na cabine ou se ele terá que seguir no bagageiro, qual a documentação necessária para a viagem, carteira de vacinação, atestado de saúde etc. Além de deixar o seu pet devidamente identificado, é importante também identificar a caixa de transporte dele. Coloque o contato de algum parente ou amigo.

Não esqueça de levar na mala dele o pote para água e o de comida, os brinquedos que ele gosta, a ração, petiscos, uma caminha ou cobertor, uma toalha, o atestado de saúde e a carteirinha de vacinação. O ideal é alimentá-lo com 6 horas de antecedência da viagem, para evitar enjoos.

Se a viagem for ao exterior, é necessário ir ao Ministério da Agricultura retirar um Certificado Zoo Sanitário Internacional e consultar no consulado do país de destino as exigências necessárias para a entrada do animal.

Fonte: Mercearia do Animal.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn