Poder do click

Photo credit: quinn.anya / Foter / CC BY-SA
Photo credit: quinn.anya / Foter / CC BY-SA

A técnica do clicker nada mais é do que uma forma rápida e simples de elogiar o seu cão. Se trata de um som distinto, que pode ser emitido com a boca, um apito ultrassônico, estalo de metal, entre outros.

Toda a vez que o seu cão escutar esse barulho, ele saberá que vai ser recompensado, seja com um petisco, um carinho do dono ou um brinquedo de que ele goste muito.

Essa técnica, se bem utilizada, ajuda o cão a entender o que o seu dono quer com mais clareza e, assim, o incentiva a reagir e a obedecer o comando com mais rapidez.

Como utilizar essa técnica?

O primeiro passo é condicionar o seu cão a reconhecer o barulho do click e relacioná-lo a uma recompensa. Repita a ação, fazendo o click e recompensando o animal logo em seguida. Não é preciso que ele tenha efetuado nenhum comportamento específico, pois é necessário que ele crie essa associação entre o som e o agrado, antes de começar a treiná-lo.

Você saberá que o seu cão fez essa associação quando clicar e ele, instantaneamente, procurar pela recompensa. Mas, fique atento! Conforme for se acostumando, o cão pode começar a ignorar o barulho. Isso acontece por que, no início, o cão estranha o som diferente e procura a origem dele, olhando para você ou para o clicker. É importante que você não desista, pois não demora muito para que o cão faça essa associação e volte a prestar atenção, dessa vez, realmente esperando por uma gratificação.

Depois que essa relação estiver fortalecida, você pode associar o som ao comando que você deseja que o seu cão realize. Por exemplo: você induz o cão a sentar, enquanto segura o petisco acima da cabeça dele. No momento em que ele encostar a traseira no chão, faça o barulho do clicker e, então, entregue a ele o petisco.

Cuidado para não estimular um comportamento que você não deseja em seu cão, pois ele tenderá a efetuá-los sempre que houve possibilidade de ganhar alguma coisa.

Recompensas

Depois que um comportamento foi aprendido e aperfeiçoado, não é necessário recompensar o cão todas as vezes que ele o realizar. Você pode começar a espaçar as vezes em que utiliza o clicker, por exemplo: peça ao cão para que ele sente, dê a pata e cumprimente, depois faça o barulho e, só então, dê o petisco ou carinho, e assim por diante.

Vantagens

• O som do clicker é é mais rápido do que dizer “muito bem!”
• Funciona à distância. É praticamente impossível dar um petisco na boca do seu cão no exato momento em que ele realiza o comportamento adequado. O clicker permite que não haja intervalo entre o comportamento do cão e a recompensa.

Informações retiradas do livro Adestramento Inteligente, de Alexandre Rossi.

Poder do reforço positivo

Photo credit: mkd. / Foter / CC BY
Photo credit: mkd. / Foter / CC BY

Por Malu Araújo, adestradora e consultora comportamental da Cão Cidadão.

O reforço positivo é uma maneira muito eficaz e prazerosa de ensinar o pet a como se comportar. Utilizando o reforço positivo, o animal sente prazer em obedecer e é recompensado por isso. Além disso, com ele, é possível ensinar qualquer tipo de animal: desde os pets, como os cães e gatos, até os de grande porte, como elefantes ou macacos.

Trata-se de uma técnica moderna, que estimula o raciocínio e desperta o interesse em aprender, pois, com ela, o animal espera ganhar algo em troca e se empenha em fazer o que é correto, para ganhar ainda mais! O reforço positivo é baseado em estudos científicos e tem sua eficácia comprovada. Não é uma moda, mas sim uma metodologia, que tem seu resultado cada vez mais eficiente.

Como utilizar o reforço positivo? O primeiro passo é aprender a interpretar o que o cão deseja. Alguns gostam mais de carinho, outros de petisco ou brinquedos. O mesmo animal pode querer um desses reforçadores em determinado momento. Conseguindo entender o que ele deseja, você pode utilizar essa ferramenta para a obediência.

Se o cachorro se aproxima com a bolinha na boca e a fica empurrando para perto da pessoa, esse é um ótimo momento para ensiná-lo.

Segure a bola até que ele se sente e, quando ele fizer isso, jogue a bola. Assim, cada vez mais ele vai sentar para esperar que você jogue a bola! Outro exemplo: quando for colocar a ração para ele, diga “fica” e só o libere para comer depois que ele esperou colocar a ração.

Com o reforço positivo, qualquer animal pode aprender, e em qualquer idade. Filhotes, adultos e idosos aprendem a todo o momento, e podem ter seu comportamento modificado com essa técnica.

Fonte: PetShop Magazine.