fbpx

Adquira agora mesmo o curso para adestramento de gatos!

Poder do reforço positivo

Photo credit: mkd. / Foter / CC BY
Photo credit: mkd. / Foter / CC BY

Por Malu Araújo, adestradora e consultora comportamental da Cão Cidadão.

O reforço positivo é uma maneira muito eficaz e prazerosa de ensinar o pet a como se comportar. Utilizando o reforço positivo, o animal sente prazer em obedecer e é recompensado por isso. Além disso, com ele, é possível ensinar qualquer tipo de animal: desde os pets, como os cães e gatos, até os de grande porte, como elefantes ou macacos.

Trata-se de uma técnica moderna, que estimula o raciocínio e desperta o interesse em aprender, pois, com ela, o animal espera ganhar algo em troca e se empenha em fazer o que é correto, para ganhar ainda mais! O reforço positivo é baseado em estudos científicos e tem sua eficácia comprovada. Não é uma moda, mas sim uma metodologia, que tem seu resultado cada vez mais eficiente.

Como utilizar o reforço positivo? O primeiro passo é aprender a interpretar o que o cão deseja. Alguns gostam mais de carinho, outros de petisco ou brinquedos. O mesmo animal pode querer um desses reforçadores em determinado momento. Conseguindo entender o que ele deseja, você pode utilizar essa ferramenta para a obediência.

Se o cachorro se aproxima com a bolinha na boca e a fica empurrando para perto da pessoa, esse é um ótimo momento para ensiná-lo.

Segure a bola até que ele se sente e, quando ele fizer isso, jogue a bola. Assim, cada vez mais ele vai sentar para esperar que você jogue a bola! Outro exemplo: quando for colocar a ração para ele, diga “fica” e só o libere para comer depois que ele esperou colocar a ração.

Com o reforço positivo, qualquer animal pode aprender, e em qualquer idade. Filhotes, adultos e idosos aprendem a todo o momento, e podem ter seu comportamento modificado com essa técnica.

Fonte: PetShop Magazine.

Agende sua aula gratuita

Agende agora mesmo a sua aula gratuita (on-line ou presencial) com um de nossos adestradores!!

Dicas para reduzir os latidos dos cães.

Latir faz parte da natureza canina. Ou seja, dificilmente o comportamento pode ser 100% extinto – e nem seria saudável! Por outro lado, latidos em excesso podem indicar que o bem-estar do pet está comprometido e/ou que a comunicação com ele está falhando.

Ler mais »

Seu cão sempre tenta fugir?

As principais causas que fazem um cão tentar fugir costumam ser o tédio e os instintos de caça e proteção. Existem ainda outros motivadores, como medo (de trovões e fogos, por exemplo), ansiedade de separação, desorientação e até mesmo uma fêmea no cio por perto, no caso dos machos.

Ler mais »

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

NÃO VÁ AINDA!!

Agende agora mesmo uma primeira aula gratuita (on-line ou presencial) com um dos nossos adestradores!!

Junte-se a nós!

Estamos precisando de adestradores em São Paulo! Venha fazer parte do nosso time!