O que causa agressividade canina e como lidar com isso?

agressividade
Photo credit: smerikal / Foter / CC BY-SA

A agressividade canina pode ser provocada por diversos fatores: desde medo, passando pelo ambiente em que o cão vive, até chegar à genética dos pais. O mais importante, nessas situações, é entender o que tanto afeta o seu cãozinho e, a partir desse ponto, buscar uma solução eficaz, que melhore não só o comportamento do animal, mas também facilite a convivência dele com a família.

Existem vários tipos de agressividade. Você sabia disso? O primeiro passo é entendê-los. Confira!

Agressividade por medo

É um dos tipos mais comuns e também um dos mais perigosos, pois pode causar acidentes graves. A maioria dos cães que apresenta agressividade por medo sofreu algum trauma ou foi repreendido com o uso de força/ameaças. Ao se sentir ameaçado, é natural que o cão tente se defender.

Cachorros que sofreram traumas podem se sentir ameaçados quando alguém tenta acariciá-los ou pegá-los no colo, por exemplo, pois associam a aproximação de alguém e o toque com dor e o momento em que sofreram a agressão.

Portanto, cães que atacam por medo devem ser adestrados de modo a ganharem confiança e a entenderem que eles não correm perigo o tempo todo. Por isso, não há necessidade de se comportar de maneira que coloque em risco a integridade física das pessoas.

Agressividade por dominância

Essa forma de agressividade geralmente aparece quando o cão não reconhece o dono como o líder. Por exemplo, o cão rosna ou ameaça mordê-lo quando você pede para que ele saia de cima de sua cama ou sofá, ou quando você tenta tirar algum objeto da boca dele. Por isso, é importante que você imponha regras e limites, de maneira saudável sempre.

Agressividade por posse

A agressividade por posse ocorre quando o cãozinho associa a chegada de pessoas com perda, ou seja, ele vai defender a sua comida ou os seus brinquedos para evitar que alguém possa tirá-los dele.

Agressividade por território

Já a agressividade territorial acontece quando um cão deseja proteger ou guardar um determinado local.

Orientações gerais

É importante frisar que nenhum animal fica agressivo da noite para o dia. Se esse for o caso, leve-o ao veterinário imediatamente, pois seu cão pode estar sofrendo de problemas físicos ou neurológicos.

Em todos os casos, o melhor a se fazer é evitar que o cão chegue em um ponto crítico, procurando remediar a situação antes que algo grave possa acontecer. É necessário buscar ajuda profissional para que seja possível identificar a raiz do problema, e resolvê-lo da maneira correta e saudável para todos os envolvidos.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Agressividade por dominância

agressividade-por-dominanciaA ajuda de um especialista em comportamento animal é uma recomendação que deve ser considerada como prioridade, pois o profissional pode ajudar a identificar que tipo de agressividade o cão está manifestando e indicar o tratamento mais adequado.

A agressividade por dominância pode se iniciar pelo fato do cão ter muita liberdade e não ter limites. Pode começar também devido ao fato do animal não ver ninguém da casa como líder: ele não aceita ser contrariado e, nas situações em que ele se sente ameaçado, responde com rosnados e mordidas.

O primeiro passo para quem tem um cão assim é ter atitudes de liderança e postura. Isso não significa bater no cachorro, para ele “aprender” qual é o lugar dele, mas sim colocar em prática alguns exercícios.

Por exemplo, quando você for sair com ele para passear, ensine-o a sentar e a esperar que você abra a porta e passe primeiro, para depois ele sair.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0