O comportamento dos bichanos

comportamento-gatosEstá cada vez maior o número de bichanos nos lares dos brasileiros. Em alguns países, como nos Estados Unidos, o número de gatos já supera o de cães, como animais de estimação.

O fascínio que esse pet exerce sobre aqueles que convivem com ele é grande. Por outro lado, o que dizer para uma pessoa que jamais conviveu com um gato, mas pensa em ter um como companheiro de quatro patas?

Primeiro, existem algumas características desse animal que devem ser destacadas. Além, é claro, do esclarecimento de alguns mitos que ainda perduram quando o assunto é o comportamento dos bichanos.

Independência

Diferentemente dos cães, sociáveis por natureza (em sua grande maioria), os gatos precisam ter absoluta certeza de que a pessoa ou animal não causará a ele qualquer sensação desagradável para, daí sim, passar a demonstrar afeto. Apesar de terem a fama de autossuficientes em vários aspectos, isso não significa que eles não precisem de atenção e interação com os moradores da casa. Qualquer dono de gato sabe o quanto eles são capazes de demonstrar carinho e desejo de estar perto daqueles em quem confiam.

Higiene

Os felinos são animais extremamente limpos. Eles se lambem o tempo todo e a saliva retira os pelos mortos, poeira e outros detritos. Sua língua áspera auxilia nesse processo.

Atividades

Escalador: controlar o mundo do alto é um dos maiores prazeres dos gatos. Assim, instalar prateleiras pelas paredes da casa, de forma a permitir que elas possam ser escaladas e servir de refúgio, será garantia de bem-estar ao gatinho.
Caçador: felinos são caçadores natos e esse instinto prevalece de forma bem acentuada nos gatos domésticos. Trata-se de um comportamento natural e cabe ao dono providenciar que seu gatinho possa exercitar essa sua habilidade

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn