Da administração ao adestramento

Letícia Maranini, nova franqueada de São Paulo, sempre teve uma relação muito forte e próxima com os animais. “Desde a infância, tive vários bichos de estimação e sempre cuidei deles com muito cuidado, amor e dedicação. Me sentia bem e em paz ao estar com os pets”, conta.

Com o desejo interrompido de se tornar médica veterinária, a franqueada acabou se formando em Administração e trabalhou como supervisora de renegociação de dívidas no Bradesco por alguns anos. “Eu nunca me senti completa e realizada nessa área. Estava infeliz e sem motivação, trabalhando apenas por um salário no fim do mês. Então, quando conheci a Cão Cidadão, me identifiquei totalmente com o trabalho e estilo de vida. Não hesitei em largar tudo e me dedicar totalmente ao processo seletivo, pois ali eu havia me encontrado”, complementa.

Segundo Letícia, o processo para se tornar franqueada foi desafiador. Ela teve que aprender a lidar com a frustração e a ter mais paciência. “Tudo foi muito gratificante e enriquecedor. Contei com a ajuda participativa dos meus tutores e de colegas que conquistei durante a trajetória, que também estavam no processo. Essa troca foi fundamental.”

Até o momento, seu maior desafio foi ter que lidar com a ansiedade dos tutores que desejam solucionar rapidamente os problemas de seus bichos de estimação. “Mas, explicando a técnica utilizada, com o passo a passo que eu adotaria, notei que os clientes ficavam mais tranquilos”, diz a franqueada. “Trabalhar com o que eu amo é o que me faz feliz. Comecei há pouco tempo, mas o dia a dia está sendo maravilhoso”, finaliza.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn