Alexandre Rossi faz palestra em lançamento de acessórios pet da Trixie

evento-trixie_interna

O especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, fará uma palestra no evento de lançamento dos acessórios pet da Trixie, que acontece nesta terça-feira, 15 de abril, a partir das 8h, no Butantã, em São Paulo.

Para se inscrever, basta enviar um e-mail para contatotrixie@trixiebrasil.com.br ou entrar em contato pelo telefone (11) 3922.2222. Atenção: o evento é restrito a donos de pet shops.

Confira mais detalhes em Agenda.

Cães que pedem comida: como resistir?

www.flickr.com/photos/king.edward/5064087121/
www.flickr.com/photos/king.edward/5064087121/

blog-autor-carolina-fraga

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Que você ama o seu cão incondicionalmente, ninguém tem dúvidas! Porém, a hora da refeição da família, na maioria das vezes, é um grande dilema entre os donos. Enquanto alguns morrem de dó e não resistem aos olhares incessantes e fixos do cãozinho na comida, outros ficam irritados com as abordagens mais persistentes, como latidos e pulos ao redor da mesa.

Se você não resiste aos apelos do animal e cede sua comida a ele enquanto está à mesa, ou ainda acaba dando algo na tentativa de ele se calar, aí vai um alerta: sabia que, além de reforçar cada vez mais esse comportamento desagradável, você ainda pode estar prejudicando a saúde do pet? Sim, por mais inocente que seja, esse hábito pode levar o cão à obesidade.

O animal acima do peso pode ter vários problemas de saúde, como por exemplo doenças articulares, cardíacas, respiratórias, diabetes e, consequentemente, viver menos. Além disso, é importante ressaltar que os cães se alimentam de forma diferente. O organismo deles também age de outra maneira. Por isso, alguns dos nossos alimentos podem ser muito prejudiciais para eles.

Páscoa

Com o feriado de Páscoa se aproximando, escolhemos um dos grandes inimigos dos cães: o chocolate. Se o açúcar por si só já é muito perigoso para a saúde animal, o chocolate jamais deve ser oferecido ao cão, pois tem uma substância chamada Teobromina que, dependendo da quantidade e da sensibilidade do bicho, pode levá-lo à morte. Por isso, os ovos de Páscoa, bombons e barras de chocolate devem passar bem longe dos pets. Caso queira muito agradá-lo, já existe no mercado chocolates específicos para o cachorro.

Eles não são tão doces, mas, mesmo assim, devem ser consumidos com moderação. Portanto, agora você já sabe: resista à tentação e nada de agradar o seu cão com pedacinhos de pizza ou da lasanha de domingo, nem lasquinhas de chocolate. Por mais que ele tente, ignore o pedido, pois, em algum momento, depois de sucessivos fracassos, o cãozinho acabará desistindo.

Você pode também oferecer um brinquedo recheado com a ração dele, para que o animal também coma e se distraia durante a sua refeição. Ainda é possível impedir o acesso dele ao local onde a família comerá. Se parecer muito difícil, lembre-se de que é para o bem dele: quem ama, cuida!

Veja os resultados de fevereiro e março

Os resultados referentes à pesquisa Net Promoter Score (NPS), metodologia que mede o grau de satisfação e a lealdade dos clientes das empresas, de fevereiro e março, foram ótimos!

Em fevereiro, os clientes consideraram o serviço “excelente”. Já a percepção dos que respondem a pesquisa a cada três meses foi que a Cão Cidadão oferece, acima de tudo, “qualidade”! Ao término dos treinamentos, novamente a pesquisa é enviada e, dessa vez, a nossa classificação foi “excelente” novamente.

As classificações de março foram ainda melhores! Superamos os índices de fevereiro e computamos o resultado “excelente” para os três itens avaliados: após a visita, a cada três meses e ao término do adestramento.

Parabenizamos todos os nossos profissionais que se dedicam para garantir resultados como esse.

Tabelas

 

Dicas para ter uma Páscoa tranquila

Com a chegada da Páscoa, muitos tutores ficam preocupados em como o pet receberá as visitas e se ele poderá acabar comendo, entre outros alimentos proibidos, chocolate. Isso porque algumas pessoas costumam dar o que estão ingerindo aos animais sem saber se aquilo é prejudicial à saúde deles. Outros pets, no entanto, não lidam bem com gente estranha em casa, o que pode ocasionar agressividade ou comportamentos indesejados por parte do bichinho.

Com isso, Sophie Kessar, franqueada que atende em São Paulo, costuma sempre orientar os seus clientes a tomarem alguns cuidados durante essa época do ano, principalmente quando receberão visitas em casa.

“Peço que os tutores não ofereçam chocolate aos seus pets em hipótese alguma. Além disso, procuro alertá-los para tomarem cuidado com comida, ovos de Páscoa e chocolates no geral em locais de fácil acesso para o pet”, conta.

Ela também explica para os clientes que o chocolate contém Teobromina, uma substância que pode até mesmo levar o animal a óbito. Sabendo disso, eles podem orientar as visitas sobre não oferecer nada ao bicho, em especial, doces. “Em alguns casos pode ser conveniente deixar potinhos com petiscos picadinhos e chocolates específicos para os animais. Assim, as visitas podem interagir com eles, fazer associação positiva e recompensá-los sem perigo.”

Para os franqueados que têm alunos que são comilões e que costumam roubar comidas, Sophie acredita que reforçar os treinamentos de limites antes dos feriados pode ajudar. Para controlá-los, o profissional deve direcionar o interesse deles a algum brinquedo interativo recheável.

“Para esses cães, é importante regular a alimentação e oferecer recompensas saudáveis apenas nos momentos corretos. Com o tempo e muito treino de limites, os resultados vão aparecer. “Deixe claro para o cliente que o animal tem o seu próprio petisco e oferecer esses recomendáveis pode ser a forma perfeita para evitar intoxicações e garantir um feriado tranquilo e seguro.”

Boa Páscoa a todos!