Necessidades fora de casa: perigo para a saúde dos pets

Photo credit: / Foter / CC BY
Photo credit: / Foter / CC BY

Incentivar o pet a fazer xixi sempre que estiver fora de casa, como em um passeio, por exemplo, pode ser muito atraente para alguns donos, principalmente para aqueles que não gostam de lidar com o cheiro ou a sujeirinha. Porém, o que algumas pessoas não sabem é que esse hábito pode ser muito prejudicial para a saúde do animal.

Por conta da correria do dia a dia, muitos donos não têm tempo de levar o pet para o passeio diário, então, ele fica sozinho durante muito tempo e, por estar condicionado a não fazer as necessidades dentro de casa, fica preso, sem poder ir até um cantinho para poder fazer as suas necessidades fisiológicas – e é ai que mora o perigo!

Ao segurar as necessidades, por medo de uma bronca ou castigo, o pet pode desenvolver sérios problemas de saúde, como a cistite (infecção na bexiga), cálculos urinários, insuficiência renal e incontinência urinária. Além disso, o pet acaba sempre ficando dependente de alguém para ir até a rua e, muitas vezes, por conta do cansaço, do frio ou da chuva, o passeio do pet fica em segundo plano.

“O ideal para todos, nesse caso, é que o pet consiga fazer as suas necessidades dentro ou fora de casa!”, informa o adestrador da equipe Cão Cidadão, Douglas Martinelli. “Precisamos separar um cantinho, que pode ser na lavanderia, por exemplo, onde o animal poderá fazer as suas necessidades sem causar irritação ou frustração no dono ou dar a escolha para ele fazer no meio do passeio”, completa.

Como agir?

O pet precisa entender que o ambiente em que ele está é seguro e que ele pode fazer as suas necessidades, sem correr o risco de levar bronca. Ele deve ter um cantinho específico que seja o seu banheirinho, onde ele se sinta confortável e seguro para se aliviar, sem problema algum.

Se o seu pet sofre com isso, incentive-o a fazer as necessidades em um lugarzinho específico e reforce esse comportamento com petiscos e carinho. “Ao perceber que seu pet está fazendo as necessidades no local correto, espere ele terminar e, logo em seguida, parabenize-o e o recompense com petiscos”, sugere Douglas.

O adestrador ainda explica que, aos poucos, o dono vai perceber que ele vai fazer a conexão entre o comportamento correto e a recompensa. Ele vai adorar fazer tudo no lugar certo e vai obedecer sem esforço algum.

Dica: seque a urina do seu cão com o tapete higiênico e o deixe no lugar que você designou para ser o banheirinho dele. O cheiro irá atraí-lo e o ajudará a fazer a relação entre o lugar e a hora de se aliviar.

Quer aprender mais sobre como ensinar o cão a fazer as necessidades no local correto? Clique aqui.

Controlando a obesidade

Sabia que a obesidade pode fazer muito mal para o seu cãozinho? Sim, isso mesmo! Sabe aquele comportamento de não correr, brincar e, às vezes, sentir preguiça de até subir as escadas da sua casa? Então, isso pode ser muito prejudicial para a saúde dele.

Melhore o hábito do seu pet

Se o seu pet for daqueles que comem e nunca estão satisfeitos, o ideal é mudar esse comportamento. O correto é sempre dar a quantidade certa de alimento para ele. Pegue como base a quantidade que vem estabelecida na embalagem da ração. A qualidade do produto também não deve ser esquecida.

Resista, resista e resista!

Por mais difícil que possa ser resistir à carinha de pidão do peludo, é essencial que você a ignore. A determinação necessária para controlar o peso do cão aumenta quando a oferta de alimento é reduzida.

Atividades

Faça sempre exercícios e brincadeiras com o seu cão. Leve-o para passear, deixe-o correr no parque, invente alguma atividade para que ele vá se acostumando com essa rotina. Você também pode esconder pedacinhos de petisco pela casa e estimulá-lo a procurá-los.