Destruição de objetos tem jeito?

dicas_interna-destruicao

Por Nathália Camillo, adestradora e franqueada da Cão Cidadão

Quando aquele filhotinho fofo nos olha até esquecemos de seu poder destrutivo. Mas eles vão crescendo, destruindo e isso acaba nos fazendo questionar: o que fazer para que isso não vire um hábito que pode acompanhá-lo até a vida adulta?

É importante, para podermos entender o porquê das destruições, que saibamos sobre as mudanças físicas e psicológicas que ocorrem em todo filhote. O cãozinho, não tendo mãos, reconhece seu mundo através do focinho, absorvendo os delicados odores exalados no ambiente, através de seus potentes ouvidos, captando os mínimos barulhos, e através de sua boca, sentindo os gostos e texturas dos objetos que o rodeiam.

Após o desmame, a curiosidade invade o cãozinho e ele parte para uma exploração detalhada do local onde vive e absolutamente tudo o que encontra deve ser explorado de todas as formas possíveis.

Nessa fase é importante que o animal tenha à disposição brinquedos de diferentes formas e texturas, mas que sejam todos apropriados para sua espécie e idade, e que os objetos que ele não pode morder sejam deixados fora de seu alcance.

A partir dos quatro meses, o filhote começa a troca dos dentes de “leite” para os fixos, assim como acontece com os humanos, e o desconforto e a coceira que sente nas gengivas é igual aos das nossas próprias crianças. Então, é muito importante darmos para eles brinquedos congelados com ração ou petiscos liberados pelo veterinário. O gelo ajuda a diminuir a inflamação nas gengivas e, consequentemente, a vontade incontrolável de roer qualquer coisa que apareça em sua frente.

Outro fator importante na destruição é o gasto de energia. Cada animal tem um nível de energia. Precisamos gastar não somente sua energia física, mas também a energia mental desses peludos.

Os brinquedos interativos, que são aqueles que colocamos ração ou petiscos dentro e, ao rodarem, eles dispensam pelo chão, ajudam muito o animal a gastar mais tempo na alimentação tentando descobrir como retirar o alimento dali. Com isso, o animal gasta energia física e mental junto.

Para complementar, passeios diários e bem estruturados, aqueles em que tutor e cão voltam cansados e felizes, fecham a lista para termos um cãozinho saudável física e psicologicamente, além de manterem os nossos chinelos e móveis inteiros e sem marcas de dentes.

Procure ajuda de um adestrador caso tenha dificuldade com o treinamento.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Cães destruidores. O que fazer?

dicas_interna-dstruicao

Por Maria Fernanda Modaneze, adestradora e franqueada da Cão Cidadão

Oferecer brincadeiras, passeios e atividades pode ser a solução. Confira!

Você tem aquele cãozinho adorável em casa, que é carinhoso, companheiro e brincalhão. Tão brincalhão, que até os móveis se tornam brinquedos. Será que é possível ter um cão destruidor e ainda manter os objetos inteiros?

Antes de mais nada, entenda que cães destruidores são animais que têm um alto nível de energia, então, eles precisam de entretenimento certo e saudável para suprir toda essa energia. Acompanhe as sete dicas que a profissional dá para manter os móveis intactos e fazer o seu melhor amigo feliz.

Passeios diários. Uma rotina de passeio é essencial para qualquer cão, mas para esses pets, em especial, é obrigatória.

Creches e passeadores. Outra opção são as creches, onde o cãozinho passa o dia brincando e interagindo com outros, o que colabora ainda com o seu desenvolvimento social. Os passeadores também são boas alternativas.

Brinquedos estimulantes. Brinquedos de diferentes formatos, cores e materiais são recomendados, mas somente se o cão não tiver o hábito de engolir.

Brinquedos artesanais. Para os que engolem pedaços, o ideal é oferecer brinquedos de nylon, coco verde vazio e papelão.

Promover o interesse. Fazer rodízio de brinquedos também é importante, ou seja, troque-os a cada dois dias evitando que o amigo peludo perca o interesse.

Interativos. Alimentar o cão com brinquedos interativos também ajuda, assim ele é estimulado física e mentalmente. Há brinquedos específicos em pet shops, mas também é possível fazê-los com garrafas pet, mantendo-as espalhadas ou penduradas pela casa.

Caça ao tesouro. Esconder ração e petiscos pela casa também é divertido, pois, além de promover a brincadeira de caça e deixar o pet entretido, ainda estimula a sua natureza.

É possível também usar nos móveis um spray inibidor, com um gosto nada agradável ao cão.
E lembre-se: para cada “não” que você falar, precisa ter um “sim”. Então, ofereça sempre opções de brincadeiras para o melhor amigo. Dessa forma, ele e toda a família serão muito felizes!

Fonte: Jornal A Tribuna de Santos

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Cão agitado e as bagunças do dia a dia

Photo credit: marcos_leal / Foter / CC BY
Photo credit: marcos_leal / Foter / CC BY

Seu cão é do tipo que sempre está pulando, brincando com todos, correndo para todo o lado e destruindo tudo na maior agitação? Se esse é o caso do seu animal, é preciso mudar alguns hábitos para amenizar a ansiedade dele e proporcionar uma vida saudável e divertida, sem momentos indesejados.

Primeiramente, se possível, você pode tirar do alcance dele objetos que atraiam a atenção e, principalmente, aqueles que tenham o seu cheiro, pois isso fará com que ele deseje o objeto ainda mais. Para entretê-lo da maneira correta, deixe seu cheiro nos brinquedos dele porque, assim, ele os procurará quando sentir a sua falta e quiser brincar.

Gaste a energia dele!

É importante que o pet tenha também uma ampla variedade de brinquedos à disposição pois, assim, ficará entretido por mais tempo. Uma dica é não apenas deixar esses objetos à disposição do animal, mas também estimular a brincadeira e participar dela. Assim, quando ele estiver sozinho, terá atividades para passar o tempo e desviará a atenção daquele seu móvel!

Outro ponto importante é investir nos passeios com o mascote, que são essenciais para proporcionar uma boa qualidade de vida para ele. Não faça as caminhadas com pressa: reserve um momento, deixe o cãozinho sentir os vários cheiros, se relacionar com outros animais, enfim, curtir! Você verá que o programa, além de gastar a energia dele e deixá-lo mais tranquilo, vai se tornar uma ótima oportunidade para você ficar mais próximo do amigo.

Atitudes erradas?

Toda a vez que ele fizer algo errado, como pegar um objeto proibido, ignore o que está acontecendo e não vá atrás dele. Se você der atenção, justamente nesse momento, ele poderá entender que esse comportamento é certo e fará isso cada vez mais. Agora, não se esqueça também de recompensar as atitudes corretas do cãozinho: se ele preferir o brinquedinho ao controle remoto, por exemplo, elogie bastante e recompense!

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Por que alguns cachorros destroem brinquedos?

https://www.flickr.com/photos/surtr/4244116854/
https://www.flickr.com/photos/surtr/4244116854/

Tem cachorro que adora destruir tudo o que vê pela frente, principalmente os brinquedinhos. Por isso, na hora de disponibilizar um “mimo” para o pet, esteja ciente de que ele poderá destruí-lo para brincar.

De acordo com o especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, é preciso direcionar a destruição dos cachorros. “Procure brinquedos que possam ser destruídos e que não machuquem o cachorro. O fato do animal estar estragando o brinquedo e destruindo coisas dele, significa que ele está se ocupando e deixando de estragar uma outra coisa”, explica.

Deixe o pet destruir os brinquedinhos, para que objetos da casa, como sofá ou cadeiras, não sejam destruídos.

Redirecione esse comportamento para as coisas certas! Quando ele estiver destruindo o brinquedinho dele, incentive-o, elogiando a atitude. Quando ele tentar destruir outros objetos, associe o ato com alguma coisa que desagrade o pet.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Dicas para o cachorro parar de cavar o jardim

buracoQuem tem casa com jardim e um cachorro conhece bem o problema: cães adoram cavar buracos na terra e acabam destruindo aquele canteiro que consumiu horas de dedicada jardinagem! Cavar buracos é uma atividade natural e saudável para os cães, mas pode ser controlada.

Diversos motivos levam os cães a fazer buracos. Eles cavam para esconder ossos e restos de alimentos, para preparar um lugar fresco para deitar, aliviar tédio ou ansiedade, se exercitarem, chamar a atenção e ou para imitar o dono.

Algumas dicas podem resolver esse problema. Confira:

1) Prepare cantinhos perfeitos para o cão
Prepare cantinhos perfeitos para o cão, levando em consideração o que ele mais deseja.

2) Gaste o excesso de energia do animal
Uma maneira de controlar o excesso de energia é levá-lo para passear diariamente ou exercitá-lo bastante, com brincadeiras.

3) Combata o tédio
Cães também ficam entediados!Crie atividades para tornar a rotina do pet mais divertida!

Share and Enjoy !

0Shares
0 0