Como resistir ao jeito pidão dos cães

https://www.flickr.com/photos/a_peach/8631368705/
https://www.flickr.com/photos/a_peach/8631368705/

Que os cães são animais fofinhos, todos sabem. Se você tem um pet, certamente, em algum momento, ele já ficou ao lado da mesa do jantar com aquela carinha de pidão, como quem quer dizer: “por favor, só um pouquinho”. Adicione essa fofura à carinha de pidão e pronto: é impossível resistir ao charme desses bichinhos que tanto amamos.

Contudo, ceder aos pedidos do pet, principalmente no que diz respeito à comida, pode ser uma roubada. Acabamos encorajando esse mau comportamento e, toda a vez que você estiver fazendo uma refeição, o pet ficará ao seu lado “pedindo” comida.

Esse problema, apesar de parecer pequeno, pode trazer diversas consequências prejudiciais para a saúde do seu animal, como a obesidade – doença que desencadeia outros problemas físicos e psicológicos para o pet.

Para te ajudar a lidar com essa questão e aprender a resistir à carinha de pidão do seu cão, separamos algumas dicas!

1. Evite dar atenção

Pets, principalmente os cães, amam chamar a atenção dos donos, seja com latidos, pegando objetos proibidos ou fazendo carinha de pidão. Geralmente, os animais acabam conseguindo o que querem, pois os donos os seguem para pegar os objetos de volta, dão broncas para que eles parem de latir ou acabam cedendo, oferecendo um pedaço da comida que o bichinho tanto queria. Essas condutas acabam incentivando o animal a repetir o comportamento, pois ele entende que, se insistir só um pouquinho, conseguirá o quer.

Nesses casos, ignorar o comportamento pode ser o melhor remédio. Quando o cão começar a pular e a latir, tentando chamar a sua atenção, vire de costas e não se dirija a ele. Dessa maneira, o pet se frustrará e tenderá a não ter mais esse tipo de comportamento. Mas,  os treinos devem ser constantes.

2. Ensine o conceito do NÃO

Dizer “não” para o seu pet, sem que ele saiba o que essa palavra significa, não adianta muita coisa. Antes de utilizar esse comando, procure ensiná-lo do que se trata e só então passe a usar a palavra de forma educativa.

Para ensiná-lo, sente-se em frente ao pet e coloque um petisco no chão. Toda a vez que o pet tentar pegá-lo, impeça-o e repita a palavra “não”. Você pode usar um borrifador de água quando ele tentar avançar na guloseima e repetir o comando. Realize esse treino até que o pet desista de pegar o petisco.

Quando colocar o petisco no chão e ele não tentar pegá-lo, elogie-o e o recompense com carinho, brinquedo ou com a própria guloseima. Você pode utilizar esse método quando ele estiver pedindo comida ou tentando pegar objetos proibidos.

É importante lembrar que nenhuma “bronca” deve traumatizar ou amedrontar o animal. Tudo deve ser feito sem violência, com a finalidade de educar.

3. Resista!

É importante resistir à tentação de ceder e oferecer um pedaço da comida ao pet. Isso fará com que ele fique confuso ou aprenda que é só insistir um pouco que conseguirá o que quer.

Além disso, muitos alimentos que nós comemos não são recomendados para os cães. Não é porque o alimento é natural, que fará bem. Por exemplo, sabemos que a uva, a cebola e o feijão fazem mal para o organismo do animal. Se você quer oferecer uma alimentação feita em casa para o seu amigo, consulte um veterinário.

Manter os treinos claros e objetivos, além de resistir à tentação, é muito importante para que o aprendizado do seu animalzinho seja muito bem-sucedido. Na dúvida, chame um profissional em adestramento para te ajudar nessa missão!

Gostou da dica? Se quiser contratar os profissionais para realizar o adestramento, fale com a Central de Atendimento da Cão Cidadão, pelos telefones: (11) 3571-8138 (São Paulo) e (11) 4003-1410 (demais localidades).

Share and Enjoy !

0Shares
0 0