Pets ciumentos

https://www.flickr.com/photos/nathanmac87/14021190075/
https://www.flickr.com/photos/nathanmac87/14021190075/

Por Cássia Rabelo Cardoso dos Santos, adestradora e consultora comportamental da Cão Cidadão. 

Assim como ocorre com o ser humano, os pets podem apresentar determinados comportamentos deflagrados por ciúmes. Em geral, o ciúme surge quando o cão ou gato sente que perde recursos que considera valiosos – como atenção, comida e brincadeiras – na presença de outro pet ou mesmo de membros da família. As reações deflagradas por ciúmes podem, inclusive, ser agressivas, já que o pet pretende proteger para si esses recursos, aos quais dá muito valor.

O problema é mais observado em cães, especialmente quando há outro cachorro na casa, ou ainda, quando a ligação com o dono é muito forte e até a presença do cônjuge, por exemplo, deflagra reações ciumentas.

Para lidar com pets ciumentos, é necessário pensar como o cão, e não interpretar o comportamento com visão puramente humana. Um erro comum é punir o cão que apresenta reações ciumentas, quando o outro cão ou pessoa da casa se aproxima. Na verdade, quando se age dessa forma, o que o cão ciumento aprende é que, realmente, a aproximação daquele “concorrente” é prejudicial, pois ele acaba perdendo a atenção do dono e, ainda, leva uma bronca!

O ideal, nessa situação, é agir justamente de forma contrária: quando o cão ou ser humano se aproximar, elogiar e recompensar bastante o cão ciumento (desde que ele não tenha, nesse momento, apresentado reações agressivas, pois se corre o risco de recompensar esse comportamento indesejado). Assim, ele passará a associar a presença do outro, com total atenção do dono e recompensas! Ou seja, não perderá nada que é valioso, muito pelo contrário, ganhará ainda mais!

Outro erro comum, especialmente em casas com mais de um cão, é brincar bastante com um e, de repente, passar para o outro pensando “agora é a vez deste aqui”. Na verdade, o ideal é que ambos recebam atenção e interação de forma igualitária e, se possível, ao mesmo tempo. Assim, evita-se a sensação, justamente, da perda dos itens importantes na presença do outro cão.

Essas medidas podem auxiliar bastante no caso de cães que já apresentam reações ciumentas, mas também devem ser adotadas para prevenir que se iniciem. São atitudes fáceis e que proporcionam uma convivência mais harmoniosa entre pets e a família!

Fonte: The Pet News.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0