Perdeu o É de Casa? Assista agora mesmo!

noticias_interna-edc2O zootecnista e especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, esteve no programa É de Casa, da Rede Globo, no último sábado, e abordou um tema importante para muitos donos de pets: cães que sentem ciúmes.

Como o especialista explicou, alguns treinos podem fazer com que o ciúme seja amenizado. Um exemplo é o tutor oferecer um petisco quando um outro animal, ou morador da casa, se aproxima do cão. Assim, ele associará o momento a coisas boas, como a recompensa e a atenção do dono.

Se você perdeu o É de Casa, o Gshow disponibilizou o programa na íntegra! Assista agora mesmo.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

O que pode desencadear ciúme nos pets?

Photo credit: sonstroem / Foter.com / CC BY
Photo credit: sonstroem / Foter.com / CC BY

O ciúme canino pode ser gerado por diversos motivos e, infelizmente, pode ter consequências sérias, por isso, não se pode ignorar esse problema e esperar que passe com o tempo. Isso pode agravar ainda mais a situação!

A simples presença de outro cão ou de outra pessoa na casa, por exemplo, pode desencadear esse comportamento. Isso geralmente acontece quando o cão sente que seu espaço ou recursos que considera muito valiosos – comida, água, brinquedos ou atenção do dono – estão sendo ameaçados e ele corre o risco de perdê-los.

Ciúme entre cães

Esse caso é muito comum quando se tem mais de um cachorro em casa e, muitas vezes, os donos contribuem para essa reação ciumenta do amigo. Sabia disso? Digamos, por exemplo, que você esteja brincando e dando carinho a um deles, quando o outro chega. Imediatamente, você deixa de dar atenção a um dos peludos, pois pensa – “já brinquei bastante com esse, agora é a vez do outro”. É aí que mora o perigo!

Ao fazer isso, você faz com que o cão associe a aproximação do outro animal a perda de atenção e do carinho gostoso que ele estava recebendo, o que faz com que ele se torne agressivo.

Guarde os petiscos mais gostosos, a brincadeira mais divertida e o melhor carinho para quando ambos estiverem juntos. Assim, o pet que é mais ciumento relacionará a presença do amiguinho a coisas boas e que ele adora, fazendo com que o ciúme diminua. O ideal, nessa situação, é dar a mesma atenção e interação tanto para um, quanto para outro e, se possível, ao mesmo tempo.

É muito importante não recompensar o animal quando ele apresentar agressividade. Se ele começar a rosnar, latir ou mostrar os dentes quando o outro pet se aproximar, não dê bronca e nem dê carinho. Isso faz com que o ciumento associe a bronca e a falta de atenção com a chegada do outro, o que piora a situação. Nesse caso, ignore os dois.

Ciúmes de outras pessoas

O mesmo ciúme que explicamos em relação a outro animal, o cão pode manifestar com outra pessoa. Nesses casos, se o pet percebe que a outra pessoa se afasta quando ele demonstra agressividade, ele começará a usar dessa artimanha para controlar quem pode ou não chegar próximo de quem ele protege ou tem ciúme. Você não deve permitir isso!

Quando o marido, filho, esposa ou outras pessoas da casa chegarem, não deixe de dar atenção ao animal. Juntos, brinquem com ele, elogiem, façam uma festa, para que ele entenda que não perderá a atenção e os agrados, mas que vai ganhar tudo em dobro. A chave para lidar com o ciúme é a paciência, fazer com que o cão entenda que não há nada a perder com a aproximação da pessoa, ao contrário.

Dicas

• Se necessária, a bronca deve vir diretamente de quem o cachorro está tentando “proteger”. Se a pessoa que ele não gosta repreendê-lo, isso fará com que ele associe o sentimento ruim a ele, piorando a situação.

• Não deixe de dar atenção ao cão ciumento quando o outro pet se aproximar. Dê carinho de forma igual para ambos.

• Recompense o cão quando ele apresentar o comportamento desejado e não ameaçar o outro animalzinho. Isso fará com que ele entenda que pode esperar somente coisas boas da presença de outros animais ou pessoas.

 

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Por que o cão sente ciúme?

Photo credit: Richard Masoner / Cyclelicious / Foter / CC BY-SA
Photo credit: Richard Masoner / Cyclelicious / Foter / CC BY-SA

O ciúme geralmente acontece quando os cães associam a presença de outras pessoas ou animais a sentimentos ruins, como ser ignorado ou isolado. Proteger objetos e humanos de outros bichos ou pessoas, apesar de ser um instinto natural e normal do cão, assim como de outros animais, algumas vezes, pode se tornar um comportamento obsessivo e possessivo. É nessa hora que a proteção se torna ciúme e o pet pode se tornar perigoso para outras pessoas.

É preciso que o cão entenda que não são todas as pessoas ou animais que representam perigo para o dono ou para ele. Ele precisa saber que pode, sim, proteger seu território contra estranhos e te defender de pessoas que estão prestes a te fazer mal, mas que, se algum familiar chegar próximo a você e te abraçar, você não corre perigo e que são situações completamente distintas.

O ciúme de outros animais também é muito comum, principalmente quando um segundo cão é levado para casa. Muitas pessoas acreditam somente dar petiscos e carinho quando os cães estão separados já resolve a situação, mas é aí que muitos se enganam. Essa atitude fará com que o cão associe a presença do outro animal com a privação de carinho e agrados, e isso fará com que as brigas e disputas por atenção aumentem.

Como resolver esse problema?

O primeiro passo e o mais importante é estabelecer regras e limites para o pet, mas se lembre de sempre ser coerente. Com consistência e repetição, o pet entenderá que não cabe a ele decidir quem deve ou não se aproximar de você.

Sabendo que o ciúme é causado por sentimentos ruins relacionados a pessoas ou animais, é crucial que se reduzam os estímulos que levam a esse comportamento. Quando a pessoa que seu cão não gosta aparecer, procure brincar com o pet e fazer carinho nele, dar petiscos e atenção enquanto a pessoa estiver lá. Assim, o animal associará a presença dela a coisas boas.

Dicas

• A bronca deve vir, em todos os casos, diretamente da pessoa que está sendo protegida pelo cão, não pela que está sendo ameaçada, pois isso fará com que mais relações negativas sejam somadas àquela pessoa indesejada pelo cão e piorará a situação.

• Procure evitar que o cão associe seus amigos ou outros animais a coisas negativas. Não deixe de dar atenção ao cão quando tiver visitar ou quando outros animais se aproximarem de você.

• Recompense o cão quando ele se comportar como você deseja, como, por exemplo, quando não demonstrar agressividade. Mostre, de maneira positiva, o que você espera dele e assim, conseguirá resultados um pouco mais rápido.

Fonte: Livro Adestramento Inteligente, de Alexandre Rossi.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Como lidar com o pet ciumento?

caes-ciumentos

O seu cãozinho é daquele tipo que, quando alguém chega perto de você, ele fica agressivo? Não pode ver você com outro bichinho que começa a chorar para chamar a sua atenção?

Assim como ocorre com os humanos, os pets podem apresentar determinados comportamentos deflagrados por ciúmes. Em geral, eles surgem quando o cãozinho sente que perde recursos que considera valiosos, como atenção, comida e brincadeiras, na presença de outro pet ou mesmo de membros da família.

O que fazer?

Muitas vezes, ao punir o cão, você estará incentivando o problema. Ex: quando o cão apresenta reações ciumentas na presença de outro pet e você o corrigir, ele entenderá é que, realmente, a aproximação daquele “concorrente” é prejudicial, pois ele acaba perdendo a atenção do dono e, ainda, leva uma bronca.

O ideal, nessa situação, é agir justamente de forma contrária: quando o pet ou alguém se aproximar, elogiar e recompensar bastante o cão ciumento. Assim, ele passará a associar a presença do outro, com total atenção do dono e recompensas! Ou seja, não perderá nada que é valioso, muito pelo contrário, ganhará ainda mais.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0