Brinquedos contra estresse: torne o dia de seu pet mais divertido

dicas_interna-brinquedos-e-estresse

 

Por Ingred Rose, bióloga, adestradora e franqueada da Cão Cidadão

A maioria dos pets costuma passar longos períodos em casa quando seus tutores saem para trabalhar. Alguns adquirem ansiedade de separação, que é o comportamento caracterizado pela necessidade de ter outro membro do grupo por perto. Devido a isso, acabam não conseguindo se distrair, podendo uivar e latir para chamar a atenção, além de destruírem objetos para extravasar o estresse.

Existem vários brinquedos interativos vendidos em pet shops para entreter o animal, o que não impede o tutor de fazê-los com suas próprias mãos.

Os brinquedos mais comuns para cães são a Petball – uma bola onde se coloca ração e o pet precisa rolá-la para que o grão caia – e o Kong – onde podem ser colocadas frutas amassadas ou congeladas, para que o amigo gaste a energia tentando retirá-las.

Pendurar cabos de guerra nas portas; petiscos planos dentro de papelões amarrados com barbante e escondidos pela casa para brincar de caça, garrafa pet furada com grãos de ração dentro, entre outros exemplos, certamente vão deixar o animal mais entretido.

Para gatos, os brinquedos mais comuns são: fitas e objetos com penas pendurados em uma maçaneta; bolinhas tipo ping-pong com penas; caixas de papelão empilhadas cheias de passagens entre elas e arranhadores. Cada pet terá sua preferência e, por isso, é importante descobri-la.

Para que o animal consiga focar nas atividades sadias na ausência de companhia, é essencial que as mesmas sejam apresentadas e estimuladas enquanto ele estiver acompanhado. A repetição dessas brincadeiras fará com que ele tenha interesse até mesmo sozinho. Passará a relacionar aquele momento com brincadeiras e comidinhas, retirando o foco do momento mais difícil: a saída de seu tutor.

Antes de distribuir os brinquedos, uma boa dica é deixá-los junto às roupas não lavadas de seus donos. Os passatempos vão se tornar muito mais atrativos por conter o cheiro de quem tanto amam.

Caso precise de ajuda, conte com um profissional em adestramento.

Fonte: Pet em Foco.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Saiba quais são os brinquedos mais adequados para o mascote

brinquedos

No Dia das Crianças, os pets também merecem mimos! Além de se tratar de um divertimento para o cão, os brinquedos ajudam a evitar que ele eleja o pé da mesa, o controle remoto da televisão ou outras peças de uso doméstico como objetos para serem roídos ou destruídos.

Os brinquedos também podem diminuir o estresse do animal e auxiliar no adestramento dele. No livro Adestramento Inteligente, o especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, dá algumas dicas e explica quais são os brinquedos mais adequados para os cãezinhos. Confira abaixo!

Brinquedos recomendados

– Bolas de tênis: são resistentes e não despedaçam.

– Garrafa pet: é uma forma fácil e barata de enriquecer o ambiente.

– Ossos de náilon: são brinquedos de excelente qualidade e não desgastam os dentes.

– Brinquedos de materiais digeríveis: não causam obstrução do aparelho digestivo.

Brinquedos não recomendados

– Bolinha de gude: podem quebrar os dentes do cão e machucar a boca dele.

– Ossos naturais: podem gastar excessivamente os dentes do pet e até quebrá-los.

– Bichos de pelúcia: se despedaçados e engolidos, podem causar problemas à saúde do cãozinho.

– Brinquedos de borrachas que se despedaçam: podem ser engolidos e causar obstrução no aparelho digestivo.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0