Benefícios de adotar um cão mais velho

dicas-interna-caes-adultos

Com o passar dos anos e diante da modernização da medicina veterinária, muitos cães têm envelhecido de maneira mais saudável, superando as suas expectativas de vida. Apesar disso, as pessoas tendem a evitar a adoção de cães mais maduros, por medo de gastos com cuidados extras e dificuldades de adaptação em um novo lar.

Essas preocupações, apesar de também existirem na hora de adotar um cão de qualquer idade, acabam fazendo com que os mais velhos fiquem para trás nos abrigos. Mas, a adoção de animais mais maduros têm diversos benefícios.

“Um cão adulto já tem um perfil bem definido, fazendo com que seja mais fácil descobrir qual se adaptará melhor ao estilo de vida do tutor”, explica o adestrador da equipe Cão Cidadão, Maurício Choinski.

Se você é do tipo que curte uma rotina mais tranquila, um cão calmo será o ideal. No caso de pessoas esportistas, animais com mais energia são perfeitos para acompanhá-las em caminhadas e passeios no parque.

Apesar de carregarem alguns vícios comportamentais, os animais adultos, quando treinados da maneira correta, podem aprender tão facilmente quanto os filhotes. É aí que entra a importância do adestramento:os cães, independentemente da idade, estão sempre aprendendo. Com a ajuda de um profissional, o adestramento do cão facilitará a sua adaptação no novo lar e melhorará a comunicação entre pet e tutor.

Cuidados

“Para um envelhecimento saudável do seu cão, é preciso tomar alguns cuidados, bem semelhantes a que nós, humanos, temos que ter”, explica Maurício. “O segredo para mantê-los sempre sadios é a visita constante ao médico veterinário e a busca por diagnósticos precoces”, acrescenta.

Além disso, para o bem-estar dele e dos membros da casa, é importante manter uma rotina de banhos, uma boa alimentação, passeios diários, atividades estimulantes e muito mais.

Companheiro perfeito

Esses animais também se tornam ótimos companheiros para os tutores que preferem uma vida mais tranquila.

“Qual cão não gosta de ficar aos pés do dono enquanto ele assiste televisão, lê um livro ou atualiza a rede social? Para idosos que têm mais tempo livre, cuidar de um cão também mais velho e que depende de ajuda pode até melhorar sua autoestima”, reforça o adestrador.

A convivência com animais pode ajudar, e muito, os idosos (assim como pessoas de qualquer idade), incentivando-as a se socializarem e a aumentarem a quantidade de exercícios.

“Nesse processo, inevitavelmente há uma grande troca de afeto e carinho. Todo investimento feito na qualidade de vida de um cão idoso retorna em lambidas de gratidão”, finaliza.

Gostou desta dica? Se quiser contratar os profissionais em comportamento animal para realizar o adestramento, fale com a Central de Atendimento da Cão Cidadão, pelos telefones: 11 3571-8138 (São Paulo) e 11 4003-1410 (demais localidades).

Share and Enjoy !

0Shares
0 0