Como valorizar um objeto de troca?

dicas_interna-objeto-de-trocaPor Tiago Cardoso, franqueado da Cão Cidadão.

No dia a dia, estamos constantemente realizando trocas com nossos cães. As trocas são essenciais durante o treinamento, já que incentivam o animal a mudar o comportamento, simplesmente pelo desejo de obter o que está sendo ofertado. Mas é muito importante avaliar o objeto de troca do ponto de vista do animal, pois, muitas vezes, o que nos parece uma boa troca, para o cão pode não ter o mesmo valor.

Por isso, torna-se muito importante que o tutor preste atenção em tudo o que o cão mais gosta (o brinquedo favorito, o petisco que ele mais adora o carinho predileto), para que possamos utilizar essas preferências a nosso favor durante o adestramento.

Vamos imaginar a seguinte situação: você e seu cão estão no parque, seu cachorro está brincando com outros animais, a diversão é grande e, de repente, você o chama. Ele prontamente vem ao seu encontro e, quando chega junto de você, ganha um carinho tímido na cabeça e é preso na guia e levado para casa. Ou seja, ele trocou a grande diversão por algo que não vale a pena. Quando isso acontece, o cão entende que cometeu um erro, que não deveria ter atendido ao comando, já que perdeu a brincadeira por algo sem graça.

Os cães estão sempre aprendendo, portanto, não obrigue o animal a obedecer em troca de qualquer coisa. Isso diminui o valor da troca, prejudica o condicionamento e diminui as probabilidades de seu cachorro responder aos comandos rapidamente, além de retardar o aprendizado. Se perceber que aquela troca não está instigando o seu cão, não insista e tente utilizar outra estratégia e outros objetos que tenham maior valor para o peludo.

Passo a passo

Uma bolinha, por exemplo, já costuma ter um alto valor para o seu pet, mas, se tiver a capacidade de tornar a pessoa ou o cão que estiver com ela o centro das atenções, seu valor irá se multiplicar. Então a dica é: guarde um determinado objeto (de preferência que o cão já goste) e, sempre que achar adequado, ofereça-o para o cachorro com entusiasmo.

Se ele pegar o objeto, faça carinho nele e dê muita atenção, brincando com o animalzinho até que ele solte o objeto. Assim que isso acontecer, apanhe o objeto rapidamente e brinque você com ele, fazendo carinhos, elogios e fale com o objeto, como se estivessem conversando, ignorando seu cão até que ele comece a prestar atenção no objeto.

Após essa brincadeira guarde o objeto para que ele não perca a graça, já que ele deve significar sempre alegria e divertimento.

Realizando essa técnica corretamente, logo o objeto terá grande valor para o seu peludo e ele vai obedecê-lo com maior prazer para poder ganhaá-lo.

Lembre-se: a melhor recompensa sempre vai ser o que o seu cão mais deseja naquele momento.

Bons treinos!

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Fim de semana com eventos gratuitos da Cão Cidadão

noticias_interna-eventosA equipe da Cão Cidadão vai participar de dois eventos que prometem deixar o fim de semana agitado e divertido para o pet e para toda a família.

Plantão de dúvidas

No sábado, dia 8 de abril, vai acontecer a primeira Feira Vicentina da Vila Mascote, em São Paulo, das 10h às 18h. O franqueado David estará por lá e vai oferecer um plantão de dúvidas gratuito sobre comportamento animal. Saiba mais aqui.

Petópolis

Estaremos novamente da Petópolis, a primeira “cidade” dedicada aos pets, montada no Shopping Center Norte, em São Paulo. Os adestradores da nossa equipe estarão no espaço Cãolégio, das 11h às 21h, neste sábado e domingo, dando dicas sobre adestramento e comportamento animal.Veja mais informações aqui.

Participe! A presença dos peludos nos dois eventos é muito bem-vinda!

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Convivência entre pets e crianças

dicas-interna-criancas-e-pets
Por Pérsio Luiz, adestrador da equipe Cão Cidadão.

Crianças e pets podem se tornar grandes amigos, desde que um respeite o outro. Partindo desse princípio, devemos ter o cuidado de garantir que a criança esteja à vontade na presença do animal, ou seja, que não tenha nenhum sentimento de medo ou ciúmes, para que possamos iniciar uma aproximação envolvendo muitas brincadeiras e carinhos.

Por outro lado, devemos garantir também que o pet seja socializado com o maior número de pessoas, principalmente com crianças e barulhos, entre o 50º ao 85º dia de vida dele.

Então, o ideal é iniciar uma aproximação utilizando o reforço positivo. Se preocupe sempre em manter o bom convívio entre os dois, associe positivamente as brincadeiras da criança com algo prazeroso para o cão e oriente o pequeno a oferecer algum brinquedo ou petisco ao pet, para que ele possa cheirar e se aproximar. Se houver interesse, é hora de iniciar a troca liberando o brinquedo ou a guloseima. Permita que a criança afague vagarosamente o peito, a nuca, ou as costas do bichinho, despertando um laço de confiança e amizade entre eles.

Evite que a criança coloque as mãos ou o rosto próximos à cabeça do cachorro, ou que o abrace, pois, a atitude pode despertar desconforto no cão – inclusive, se o pet apresentar qualquer sinal de incômodo, é preciso utilizar uma guia para a segurança de todos.

Além disso, é preciso orientar as crianças sobre como respeitar os momentos de alimentação do pet, por exemplo, ou quando estão se deliciando com algum brinquedo mastigável.

Os adultos podem realizar alguns treinos específicos com os pets para tornar a convivência ainda mais tranquila: afague-o de uma forma mais forte nas orelhas e em outras partes, recompensando-o em seguida com algo que ele goste muito. O treino serve para dessensibilizar o toque mais apertado, evitando que o animal se assuste, caso a criança o aperte.

Para finalizar, é fundamental supervisionar essas brincadeiras, garantindo que seja prazerosa e estimulante para ambas as partes. Dê preferência para brincadeiras que envolvam bolinhas, freesbees e comandos, no caso do cão ser adestrado.

Com alguns cuidados nascerá uma incrível amizade que tornará a convivência extremamente enriquecedora para o desenvolvimento da criança.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Ensinamentos básicos para adestramento de cães

dicas_interna_adestramentodecaes

 

O adestramento de cães tem como premissa básica a do behaviorismo, ou seja, se seu cão aprontou, alguns dos fatores podem ser: ter feito isso apenas por diversão, ou ter feito para chamar sua atenção. A maneira como você lidará com isso é crucial para que o cão não repita o ato.

Dentro desse conceito, alguns ensinamentos para o adestramento de cães são importantes, tais como:

  1. Quando seu cão pula na visita, o que fazer?

O cão pula para dar e receber a atenção do dono, da visita, seja qual for a pessoa. Para que seu cão não tenha um comportamento desagradável, peça para que a visita vire as costas para o cão no instante do acontecimento. Assim, o cão se sentirá ignorado e tende a parar de pular na visita, pois perceberá que não está obtendo o que quer: atenção.

O adestramento de cães fica fácil quando você entende a mente do seu pet.

  1. Vamos passear? Mas é o seu cão quem te leva pra passear.

Os cães que acabam puxando demais a guia, principalmente por ansiedade. Nesses casos, o cão demora mais para se cansar durante o passeio e uma dica é brincar com uma bolinha com ele antes do passeio, para que se canse um pouco. Desse modo, ao saírem para passear, seu cão tenderá a não te puxar tanto durante o caminho, tornando o passeio mais tranquilo.

  1. Xixi e coco no lugar errado?

Um dos problemas mais comuns dos cães é o fato de fazer xixi e coco em lugares indevidos.

Brigar ao ver um xixi pela casa não é a solução. O ideal é, quando perceber que seu cão está prestes a fazer suas necessidades, direcioná-lo ao lugar correto, para que ele faça suas necessidades no local apropriado. Após acertar o local para se aliviar, o recompense com muito carinho e petiscos deliciosos. Dessa maneira, ele associará o comportamento com algo muito bom e o repetirá, sempre fazendo o que esperamos.

Com base nas técnicas de adestramento de cães o treinamento para ensinar os cães a fazerem suas necessidades nos lugares que queremos gera harmonia em sua casa, tanto para você quanto para seu cão.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

O que é adestramento?

dicas_interna_adestramento

 

A palavra adestramento significa o ato de ensinar, disciplinar, entre outras funções relacionadas. Todas essas ações têm um objetivo comum: ensinar animais através de treinos consistentes.

O adestramento é praticado por milhões de pessoas, porém, é importante que esse tipo de trabalho seja exercido por um profissional habilitado. O adestramento pode ser utilizado para treinos de obediência básica do animal, como também para treiná-lo para algum tipo específico de serviço, por exemplo, cães da polícia, que são treinados para guardar e proteger seus companheiros humanos ou, também, farejar rastros para encontrar evidências da prática de crimes.

O adestramento é um processo contínuo, sistemático e organizado, que permite desenvolver habilidades necessárias para o perfeito entendimento a um comando ou para modificação de determinados comportamentos do animal. Adestramento consiste na aprendizagem de habilidades e o treino é a questão da repetição mecânica de uma ação, ou seja, o treino é uma maneira de reforçar os ensinamentos do adestramento.

Atualmente, as técnicas de adestramento mais utilizadas mundo afora são aquelas baseadas em reforço positivos, ou seja, o animal é recompensado com algo muito valioso para ele ao adotar os comportamentos desejados pelo treinador. Técnicas de adestramento baseadas em reforço positivo são divertidas para o cão e comprovadamente mais eficazes no que diz respeito aos resultados obtidos.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Eventos de dezembro da Cão Cidadão

noticias_interna_agedadezembroO ano está acabando, mas a agenda da Cão Cidadão continua a todo vapor. Tem evento para todos os gostos!

Minas Gerais

Nos dias 3 e 10 de dezembro, a adestradora da Cão Cidadão, Ana Paula Ribeiro, estará na Triovet, em Uberlândia (Minas Gerais), para um plantão de dúvidas. O encontro acontece das 13h às 17h, e a entrada é gratuita.

Além disso, nos dias 17 e 18 de dezembro, Ana Paula também estará na Uai Pet, no Center Shopping Uberlândia, para esclarecer mais dúvidas comportamentais dos donos. A entrada é gratuita. Basta comparecer ao local, entre as 13h e 17h, e fazer a sua pergunta!

 

São Paulo

Dia 12 de dezembro, às 17h, a equipe da Cão Cidadão estará na unidade Petz Morumbi, em São Paulo, para uma aula gratuita. O tema da vez será “Enriquecimento Ambiental”, e os nossos especialistas darão várias dicas para te ajudar a melhorar a qualidade de vida do seu pet.

Na semana seguinte, no dia 19, nossos adestradores estarão novamente na unidade Morumbi da Petz para uma palestra sobre “Medos e Fobias“. O evento começa às 17h.

Participe dos encontros! Ambos têm entrada gratuita. Para mais informações, clique aqui.

Esperamos vocês!

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Cão Terapeuta: levando alegria para quem mais precisa

Foto: Luciana Cury
Foto: Luciana Cury

Você já conhece o trabalho da ONG Cão Terapeuta?

Criada no mesmo ano em que a Cão Cidadão foi fundada, em 1998, o projeto surgiu como uma forma de contribuir para a melhora de pessoas debilitadas ou com necessidades especiais.

A iniciativa já levou bem-estar e qualidade de vida para muita gente ! Hoje, os voluntários da ONG fazem visitas semanais, quinzenais, mensais e esporádicas a várias instituições que cuidam de crianças, adolescentes, adultos e idosos.

Mas, para continuar com esse trabalho, o Cão Terapeuta promove campanhas para arrecadar fundos. Eles vendem calendários, imãs, agendas e muitos mais. Esse dinheiro é muito importante para a manutenção das atividades.

Clique aqui e saiba como ajudar!

 

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Apresentação da franquia Cão Cidadão em Brasília

eventos-brasilia-franquia

A equipe  Cão Cidadão estará em Brasília no dia 31 de agosto, para apresentar o sistema de franquia da empresa. Se você gosta de animais e quer trabalhar com adestramento, não perca essa chance!

O evento, que terá início às 20h, tem entrada gratuita. Para participar, no entanto, é preciso se inscrever previamente por esse formulário.

Para fazer parte do time de especialistas da Cão Cidadão, não é preciso ter experiência prévia na área. O candidato vai passar por provas teóricas e práticas, e se aprovado, receberá um treinamento.

Conheça aqui as vantagens de ser um franqueado Cão Cidadão!

Para mais informações, acesse Agenda.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Gato preto: vencendo o preconceito

Photo credit: aturkus / Foter / CC BY
Photo credit: aturkus / Foter / CC BY

Quem foi que disse que gato preto dá azar? Não deixe que superstições, como as relacionadas à sexta-feira 13, possam influenciar o seu modo de pensar.

O mito do gato preto surgiu de uma crença muito antiga, que vem da época da Inquisição. Como muitos sabem, os gatos ficam mais ativos à noite e, como nesse período não existia iluminação nas ruas, todos os gatos vistos à noite eram considerados da cor preta.

“Nessa época, as mulheres que eram consideradas bruxas e, portanto, perseguidas pela Inquisição, acabavam saindo de suas casas também durante a noite, quando a probabilidade de serem capturadas era menor. Sendo assim, os gatos passaram a ser associados com essas pessoas e a ligação deles com o azar pode ter surgido desse mito”, explica Laraue Motta, adestradora da equipe Cão Cidadão.

Superstições e os dias atuais

Hoje, ainda é comum encontrar pessoas que dizem não gostar dos gatos pretos, simplesmente por conta de sua pelagem. Isso mostra o quanto o preconceito com o bichano é grande e é baseado em uma crença que, muitas vezes, as pessoas não sabem nem de onde surgiu, mas nutrem a teoria do azar porque isso já virou uma questão de senso comum do dia a dia.

“A melhor forma de reduzir o preconceito é conscientizando as pessoas de que os gatos pretos não têm absolutamente nenhuma diferença dos outros gatos, e que acreditar que eles dão azar é algo completamente fora da realidade do mundo atual”, reforça Laraue. “Animais inocentes sofrem com as consequências de um mito antigo e sem fundamento concreto algum, e que, muitas vezes, infelizmente, ainda é alimentado por programas de televisão ou matérias de revistas, que são veículos de comunicação formadores de opinião”, completa.

Adoção

O mito sobre o gato preto exerce influência não somente nas datas próximas às sextas-feiras 13. “Existe um grande número de gatos pretos que aguardam adoção, muitas vezes, por anos. Têm alguns que nunca recebem a chance de terem um lar só porque são pretos”, conta a adestradora. “Os gatos pretos são lindos, eles são minipanteras! Muitas vezes, eles compensam os mitos sendo supercarinhosos e fiéis aos seus tutores”.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Adestramento inteligente: conheça nosso método!

adestramento1

A Cão Cidadão é uma empresa especializada em adestramento em domicílio e consultas de comportamento. Criada em 1998, com o objetivo de melhorar a integração do cão na sociedade e na família por meio da educação, a empresa utiliza em seus treinamentos o método Adestramento Inteligente, que é baseado em reforços positivos.

Valorizamos as atitudes corretas e não as erradas!

Nenhum tipo de violência é admitido e, acima de tudo, o respeito aos limites do animal e do dono devem ser respeitados.

Nossa equipe

A Cão Cidadão funciona no sistema de franquia e, atualmente, conta com mais de 60 franqueados na Grande São Paulo, Curitiba, São José do Rio Preto e Campinas.

Todos os profissionais passam por um rigoroso processo seletivo e recebem um treinamento profissionalizante. O aprendizado é constante, por meio de grupo de discussões e encontros semanais.

Você gosta de animais e tem interesse em trabalhar com comportamento? Uma boa dica pode ser se tornar um de nossos franqueados!

Já conhece o nosso sistema de franquia móvel? Saiba tudo aqui.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0