Como preparar o pet para as festas de fim de ano

dicas_interna-natal

As festas de fim de ano acontecerão em algumas semanas e, para os pets, essa época pode ser muito estressante. Desde objetos estranhos como árvores de Natal e decorações que tomam espaço na casa até as visitas constantes durante os dias de celebração podem fazer com o que seu cachorro fique um tanto desconfortável.

Assim, é importante que a preparação comece muito antes da época festiva chegar. Reunimos algumas dicas que podem ajudá-lo com essa tarefa. Confira!

Evitando acidentes

Os acidentes envolvendo árvores de Natal e pets são mais comuns do que se imagina. Esses objetos costumam chamar muito a atenção do pet e, apesar de parecer engraçadinho vê-los interagindo com as decorações, é bem possível que a travessura se transforme em tragédia. Esses acidentes podem ser evitados, basta que o treinamento correto seja realizado.

Para acostumar o pet com as novidades das decorações de Natal, em primeiro lugar, é necessário realizar a sociabilização. Deixe que o pet explore e cheire a árvore e os enfeites para que a curiosidade dele seja saciada. Se o pet já foi treinado e entende a palavra “não”, os tutores podem usá-la quando o cachorro demonstrar que quer pegar algum dos enfeites. Se ao ouvir um sinal negativo ele desistir e se comportar corretamente, sem bagunçar ou destruir os objetos, ofereça um petisco como recompensa.

No caso dos cães bagunceiros e mais insistentes, é possível utilizar o repelente olfativo específico para cães. Esse produto pode ser encontrado em pet shops e evita que o animal se aproxime do local proibido.

Pulando nas visitas

Se o pet for do tipo “canguru”, que ama pular em pessoas novas e diferentes que aparecem pela porta, saiba que é possível modificar esse comportamento.

Muitas vezes, os pulos são incentivados pelos próprios tutores, que fazem uma festa toda vez que chegam em casa e o animal vem correndo e pulando para cima deles, como forma de demonstrar carinho e dizer “oi”. A festança incentiva o comportamento e faz com que o pet entenda que está fazendo algo correto.

É possível, sim, eliminar esse comportamento; basta ter paciência e realizar o treinamento correto. Primeiro, é preciso ensinar ao pet os comandos “senta” e “deita”. Com uma das mãos, levante o petisco acima da cabeça do cão e leve para frente, em direção ao focinho do animal.

Conforme o cão se mover, seguindo o petisco, ele se sentará. Repita esse comando mais vezes, até que ele aprenda.Toda vez que ele acertar, recompense-o. Aos poucos, seu comportamento será recondicionado e, quando ele estiver pulando em alguém, você poderá pedir o comando, impedindo a ação e ensinando a ele a maneira correta de se comportar.

É interessante procurar a ajuda de um adestrador, pois o profissional poderá realizar o condicionamento do pet com facilidade e consistência, além de identificar as causas dos problemas de comportamento do cão.

Com essas mudanças, o seu fim de ano ao lado do pet será muito mais harmonioso e feliz. Boas festas!

Gostou da dica? Se quiser contratar os profissionais para realizar o adestramento, fale com a Central de Atendimento da Cão Cidadão, pelos telefones: (11) 3571-8138 (São Paulo) e (11) 4003-1410 (demais localidades).

Share and Enjoy !

0Shares
0 0