Para continuar habilite o JavaScript






Gatos que saem sozinhos: como agir?

Gatos que saem sozinhos: como agir?

Quem tem cachorros sabe que os passeios são indispensáveis na rotina, mas e quem é mãe/pai de gato? Será que os felinos também precisam passear? Na verdade, por mais que possa soar estranho para muitos, é melhor acostumar seu gato a passear na coleira do que deixá-lo sair sozinho. De um modo geral, existe um hábito ainda enraizado em muitas pessoas de deixar os gatos passearem sozinhos, pois eles costumam conseguir voltar para casa com facilidade. De fato eles têm uma natureza independente e é bem possível que deem uma escapadinha se tiverem oportunidade. No entanto, você sabe o que acontece com o seu gato quando ele vai para a rua sozinho?

Os perigos das ruas para os gatos

Deixar seu gatinho andando por ai à própria sorte implica em assumir uma série de riscos: atropelamentos, brigas com outros gatos, predadores, maior vulnerabilidade a doenças provocadas por parasitas e até mesmo o risco de ter seu gato roubado por alguém. Sendo assim, deixar o gato passear por conta própria não é o mais indicado. No entanto, se o seu gatinho costuma “escapulir” de vez em quando, isso é um motivo extra para você mantê-lo sempre com a vermifugação em dia, assim como os antipulgas (continue lendo para saber mais sobre isso).

Se você deixava seu gato sair, mas quer mudar esse hábito – ou mesmo se pretende adotar um gatinho e não quer deixá-lo sair sozinho – existe a alternativa de passear com eles na coleira. Criar esse hábito requer paciência e alguns cuidados específicos, considerando a natureza dos felinos. Os gatos são animais que prezam bastante pela independência e podem se estressar com muito mais facilidade do que os cães, por isso os passeios com eles demandam uma atenção extra. Abaixo, vamos listar alguns cuidados para que seu gato fique seguro.

Como minimizar o estresse do gato durante os passeios?

Coleira

É importante entender que dificilmente seu gato terá a mesma familiaridade com a coleira que os cachorros costumam ter. Por isso, é importante fazer um trabalho de adaptação. Compre uma coleira específica para gatos e teste-a em casa. Faça “passeios” curtos usando a coleira pelos cômodos da casa e veja como ele reage.

Quando perceber que seu gato está mais seguro, comece a fazer os passeios na rua, mas sempre prestando atenção no período fora de casa: comece com passeios mais curtos e vá aumentando a duração gradativamente, de acordo com a aceitação do seu felino.

Trajetos

Escolha lugares mais tranquilos para passear, de preferência longe de cães, pois como destacamos no começo do texto, gatos costumam se estressar com facilidade na presença de animais desconhecidos.

Locais de passeio

Dê preferência a lugares sem vegetação muito alta ou pedaços de madeira jogados, pois são ambientes propícios para proliferação de pulgas e carrapatos. Esse é um cuidado extra, mas é importante saber que seu gato fica susceptível a contrair esses parasitas em qualquer lugar. É exatamente por isso que este é o nosso próximo tópico.

Como proteger seu gato de pulgas e carrapatos?

É importante aplicar antipulgas no seu gato para manter os parasitas afastados. No entanto, vale frisar que a aplicação somente nos animais não é suficiente. De um modo geral, somente 5% dos parasitas ficam no corpo do animal. Os demais 95% se espalham pela casa (em frestas, tapetes, camas, casinhas, etc).

Um grande parceiro da Cão Cidadão é o Bravecto, e nós indicamos os produtos que eles oferecem porque são os únicos que eliminam os parasitas do seu gato e da sua casa por até 12 semanas em uma única dose. Quem se cadastra no clube de vantagens ainda recebe descontos especiais.

Gato que não se acostuma com os passeios

O intuito do passeio é proporcionar ao seu bichinho um momento de lazer, bem-estar, relaxamento e atividades físicas. Para alguns bichanos, o passeio pode ser um ótimo momento para explorar novos ares e se divertir. Outros poderão estranhar o ambiente e ficar muito estressados. Se seu gato se sentir assim, não adianta forçar os passeios. É muito importante respeitar o bem estar do seu animal.

Em vez disso, estimule as atividades físicas dentro de casa com brinquedos e afins, para que ele gaste energia e se sinta à vontade! Acompanhe o conteúdo da Cão Cidadão e fique por dentro das nossas dicas para passear com seus pets!

Minimum 6 characters

Receba dicas e novidades

No seu e-mail!




Navegue pelo site