Para continuar habilite o JavaScript






Tudo o que você precisa saber sobre minipigs

Postado por Cão Cidadão em 19/out/2016 -

dicas_interna_little_pig

Assim como acontece com os cães e gatos, a decisão de ter um minipig deve ser muito bem pensada e planejada. É necessário consultar diversos fatores, mas, acima de tudo, é preciso que você saiba o máximo possível sobre o bichinho para que a adaptação do seu minipig seja o mais tranquila possível.

“Minipigs são bonitinhos e muito inteligentes, se apegam às pessoas e, normalmente, se adaptam bem com outros animais”, conta a adestradora da equipe Cão Cidadão, Francis Paese. “Esses animais vivem entre 15 e 18 anos, então, antes de comprar um, pense que terá esse companheiro por bastante tempo”, aconselha.

O que considerar

É necessário se preparar para receber o novo amigo. Isso quer dizer, adaptar a estrutura da casa para o bem-estar dele, ter disponibilidade de tempo para interagir com o pet, além de se planejar financeiramente, prevendo gastos com alimentação e com a saúde do bichinho.

“Minipigs precisam de espaço para gastar energia para, assim, não terem problemas de obesidade”, indica a adestradora. “Também precisam ser adestrados desde pequenos, para evitar que fiquem agressivos”, completa.

Assim como outros pets, esses animais precisam passear, ver outras pessoas e animais, explorar ambientes diferentes, ter enriquecimento ambiental, visitas periódicas ao veterinário, alimentação própria para eles e, além de tudo isso, atenção e carinho.

Adestramento

Minipigs são muito inteligentes e interagem muito bem com as pessoas, o que torna ainda mais fácil realizar o adestramento, que é necessário para que eles se adaptem ao novo lar e também à convivência com outras pessoas e animais.

“O adestramento de minipigs deve ser feito com indução e reforço positivo, assim como é realizado com os cães e gatos”, esclarece Francis. “A diferença é que, em alguns casos, o minipig tende a ser mais receoso e medroso do que um cão”, diz.

O treinamento inicial do minipig é parecido com o de um cão medroso. O ideal é se sentarno chão com a recompensa nas mãos e deixar que ele venha até você, para que ele crie um vínculo de confiança.

“Porcos respondem bem ao reforço positivo, por isso, deve-se incentivar comportamentos que você deseja e ignorar os indesejáveis.”

Cuidados necessários

Os minipigs necessitam de cuidados especiais para se manterem saudáveis e felizes. Abaixo, você confere algumas dicas sobre o assunto.

• Porcos são animais que gostam muito de comer, por isso, medir e oferecer a quantidade certa de comida é muito importante. O ideal é alimentá-lo duas vezes ao dia.

• Nunca o alimente com comida de cão e gato, ou com restos de comida humana, pois os porcos podem se intoxicar facilmente com o sal.

• O cardápio deles pode contar com muitas folhas, frutas e legumes. No mercado pet, existem rações próprias para os minipigs, porém, converse com o seu veterinário antes, para que ele indique a dieta correta e balanceada especialmente para o seu pet.

• A pele dos minipigs é muito sensível, por isso, quando for passear, passe protetor solar (próprio para ele, converse com o seu veterinário). Além disso, o banho desses pet deve ser feito com shampoo neutro e, durante os dias frios, é necessário passar hidratante para evitar que a pele do seu bichinho fique ressecada!

• Minipigs gostam de chafurdar, fuçar a terra para aliviar o seu calor. Crie um canto no quintal, como enriquecimento ambiental, para evitar que eles estraguem os lugares errados. Isso o fará muito feliz!

Gostou desta dica? Se quiser contratar os profissionais em comportamento animal para realizar o adestramento, fale com a Central de Atendimento da Cão Cidadão, pelos telefones: 11 3571-8138 (São Paulo) e 11 4003-1410 (demais localidades).