Para continuar habilite o JavaScript






Gatos e grávidas podem conviver?

Postado por Cão Cidadão em 14/set/2017 -

dicas-interna-gravidas-e-gatos

Por Patrícia Oliveira, adestradora e franqueada da Cão Cidadão

É comum encontrarmos proprietárias com muitas dúvidas sobre a convivência com seus felinos durante o período de gestação. Algumas pessoas acreditam que os gatos transmitem doenças ao ser humano, e o convívio desses pets com gestantes pode ser ainda mais perigoso devido à toxoplasmose.

A toxoplasmose é uma infecção causada pelo parasita Toxoplasma Gondii. É uma doença que costuma passar despercebida em pessoas sadias, mas é grave em pacientes imunossuprimidos e nas grávidas.

Muitas pessoas associam essa doença aos gatos, pois eles são os únicos animais que, se contaminados com o parasita, passam a eliminá-los nas fezes, servindo de contaminação para o ambiente e pessoas.

Em outros animais, esse parasita fica alojado nos músculos. Por isso é tão importante o cozimento e higienização dos alimentos antes de consumi-los. As formas mais comuns de contágio são através de carnes cruas e mal cozidas, água contaminada e ingestão de frutas ou verduras não lavadas adequadamente.

Os gatos podem, sim, transmitir a doença, mas para isso ocorrer devem estar infectados. Isso acontece quando eles comem roedores, passarinhos e outros animais contaminados. Para que a pessoa se contamine com o toxoplasma, por meio do gato, é preciso comer a forma infectante, que nada mais são do que os ovinhos germinados presentes nas fezes do bichano. Ou seja, os gatos só transmitirão os ovos aos humanos, se estes ingerirem suas fezes. É a única forma de os bichanos nos contaminarem.

Os felinos que ficam dentro de casa, sem o hábito de caçar, podem não estar infectados com a toxoplasmose. Um exame simples de sangue é suficiente para eliminar as dúvidas. Entretanto podemos prevenir a contaminação seguindo algumas dicas:

- Deixar sempre limpo e higienizado o ambiente onde seu felino usa a caixa de areia e limpá-la diariamente.
- Usar luvas ou lavar muito bem as mãos após a limpeza da caixa de areia (se puder, evite que a gestante faça este trabalho).
- Levar o gato regularmente ao veterinário, deixando a vacinação em dia e evitando assim problemas futuros.
- Não alimentar o felino com carnes cruas e evitar o contato dele com a rua.

O convívio com animais é muito benéfico para nós, em todas as fases da vida. De forma segura e saudável, essa relação nos proporcionará momentos de felicidade. Por isso, tomando os devidos cuidados, não há necessidade alguma de se privar do convívio com os bichanos durante a gravidez.