Para continuar habilite o JavaScript






Como levar o cão para passear com tranquilidade?

Postado por Cão Cidadão em 09/fev/2017 -

dicas_interna-passeio

Por Thamires Pacheco, adestradora da Cão Cidadão

Os cães são atletas por natureza! Algumas raças precisam de atividades físicas constantes, mais do que outras. Porém, se engana quem pensa que exercício físico para cães é somente passeios. Talvez por isso cães mais agitados parecem nunca se cansar.

Um cão agitado na rua precisa, antes de mais nada, estar controlado dentro de casa. Ele demandará mais treino e paciência, e geralmente ficará mais agitado quando estiver junto de outro cão. Paralelamente, precisamos diminuir essa ansiedade ao sair.

Aqui nesse artigo, você encontrará pequenas dicas que o ajudarão a ter uma saída e um passeio mais relaxados e sem estresse para você e seus cães.

Canse o cão antes de sair - parece loucura, mas isso ajuda a diminuir a explosão ao sair de casa. Brinque de bolinha e faça o cão correr em casa!

Não faça do passeio um evento - às vezes, nós mesmos deixamos os cães agitados antes de sair de casa. Quem nunca teve um cão que já ficava maluco ao ouvir a frase “vamos passear”? Ou quem já percebeu que o cão fica superexcitado só de ver a coleira?

Banalizar o objeto que representa o passeio - faça com que esses detalhes percam o sentido, afinal, só pegamos a coleira se vamos sair. Podemos colocar outro significado. Por exemplo, coloque a coleira no cão, depois retire-a e dê comida ou brinque com ele. Coloque o tênis e vá ver televisão, vá até a porta, mas não saia.

No início, o cãozinho poderá se sentir frustrado. Mas com o tempo isso ficará banal e ele não se sentirá tão ansioso por algo que não significa necessariamente passear. O ideal é fazer esses treinamentos todos os dias, senão ele continuará ansioso.

Como deixar os dois cães da família felizes?

Se a tarefa não é complicada com apenas um pet, com dois você verá que também não. Basta seguir algumas dicas, que os passeios serão muito agradáveis para todos os envolvidos, incluindo você!

Saia separadamente – isso ajuda muito você a entender a individualidade deles. Ás vezes, percebemos que apenas um cão é agitado e fica mais ansioso ainda quando você sai com o outro cão. A ideia desse treino serve para sabermos as dificuldades de cada cãozinho e como cada um passeia. Sair com dois cães agitados ao mesmo tempo sem esse teste antes, pode nos proporcionar um acidente e, no menor dos casos, um monte de guia enroscada e tropeções na rua.

Deixe a saída chata - quase sempre a saída de casa é mais difícil. Quando cansados, os cães não insistem tanto em puxar e relaxam, por isso, a dica é entrar e sair de casa por várias vezes com os cães na guia, até se cansarem um pouco e entenderem que a saída não é tão excitante assim. No caso de apartamentos, uma dica interessante e que costuma ajudar bastante é subir e descer os andares pela escada ou pelo elevador até o cão entender que o térreo não é um convite para sair “voando”.

Alimentação - a dica serve para todos os cães em qualquer idade e raça. Peso ideal e bom apetite ajudam para que tenhamos sempre um cão interessado em comer, inclusive na rua. Petiscos são sempre um grande aliado para recompensarmos pequenas atitudes do cão, e nos ajudam a ensinar atividades paralelas em casa, como enriquecimento ambiental, que nada mais é que ensinar o cão a caçar e brincar com a sua comida.

Frequência de treino - pense que estamos tratando, no geral, de um problema de ansiedade. Portanto, não teremos evoluções caso esses treinos ocorram em baixa frequência. Mesmo que você não consiga sair com seu cãozinho diariamente, os treinos precisam sim ter a frequência diária.

Com o tempo, você conseguirá sair com o seu cão (ou com seus cães) com mais tranquilidade, pois eles já estarão acostumados com os treinos.

Em casos mais graves, sempre é bom procurar ajuda de um profissional em comportamento e adestramento para direcionar e individualizar melhor os problemas.

Minimum 6 characters

Receba dicas e novidades

No seu e-mail!




Navegue pelo site